Magazine Cultura 10 curiosidades que talvez não saiba sobre Portugal

10 curiosidades que talvez não saiba sobre Portugal

40 Shares
Lisboa
Lisboa. Por mlehmann78

Apesar de ser um país pequeno em termos territoriais – 92.212 quilómetros quadrados, incluindo os arquipélagos da Madeira e dos Açores – e em termos populacionais – cerca de 10 milhões de habitantes -, Portugal tem uma vasta história, uma cultura rica e diversa, e tradições bem enraizadas e únicas.

Durante a época dos descobrimentos, entre os séculos XV e XVI, Portugal espalhou a sua cultura pelos quatro cantos do mundo, mas também absorveu muito da cultura e sabedoria de outros povos, da América do Sul até à Ásia.

Há aspetos da cultura, história e gastronomia portuguesas que são incontornáveis e muito conhecidos internacionalmente. Quem nunca se emocionou ao ouvir Amália Rodrigues cantar um fado? Quem nunca saboreou um pastel de Belém com um café? Ou degustou um copo de vinho do Porto

Estes são aspetos que fazem parte da identidade de Portugal e são reconhecidos em todo o mundo. Mas também há factos curiosos não tão conhecidos, até mesmo para os portugueses. São essas curiosidades desconhecidas que lhe trazemos para que possa aprender um pouco mais sobre Portugal.

1. Portugal é o 12º país mais antigo do mundo.

Mapa Portugal
Mapa político do noroeste da Península Ibérica a finais do século XII. Por Alexandre Vigo

Todos aprendemos nos livros de história que Portugal é um dos países mais antigos do mundo e o que tem as fronteiras mais antigas da Europa. Mas definir uma lista de países mais antigos acaba por não ser uma tarefa fácil, já que se tem de definir alguns critérios de base. Neste caso, seguimos como critério principal a data da independência de cada país.

A independência de Portugal, ou mais propriamente do Condado Portucalense, aconteceu em 1143, através do Tratado de Zamora, assinado pelo reino de Portugal e o reino de Castela e Leão. Contudo, só cerca de 35 anos mais tarde é que a Igreja, através do Papa Alexandre III, viria a reconhecer essa mesma independência, através da publicação do manifestis probatum, uma bula emitida corria o ano de 1179.

No entanto, para o ranking de países mais antigos do mundo, consideramos a data de 1143 para afirmar que Portugal é o 12º país mais antigo, logo depois da Etiópia, do Japão, do Irão, da China, da Arménia, de San Marino, da Sérvia, da França, da Dinamarca, da Áustria e da Hungria.

2. Portugal pertence geograficamente a três continentes.

Ilhéu de Monchique
Ilhéu de Monchique. Por José Luís Ávila Silveira/Pedro Noronha e Costa

Sabia que Portugal é um país geograficamente tricontinental? Apesar de ser considerado um país europeu, Portugal tem territórios na Europa, na África e na América do Norte. Portugal Continental é a região mais ocidental da Península Ibérica e da Europa continental. É na Europa que se situa a maioria do território português, sendo o seu centro administrativo, cultural e populacional.

A Região Autónoma da Madeira encontra-se na totalidade na África insular, estando assente na Placa Africana. É aqui que se encontra o ponto mais a sul de Portugal, no Ilhéu de Fora, nas Ilhas Selvagens.

A Região Autónoma dos Açores encontra-se dividida entre a Europa insular e a América do Norte insular. Os grupos oriental (São Miguel e Santa Maria) e central (Terceira, Graciosa, Pico, Faial e São Jorge ) pertencem à Europa e à Placa Euroasiática e contém o ponto mais ocidental do continente, a Ponta dos Capelinhos, no Faial. O grupo ocidental (Flores e Corvo) pertence à América e à Placa Norte-Americana e contém o ponto mais ocidental de Portugal, o Ilhéu de Monchique, perto das Flores.

3. 95% de Portugal é água.

Cabo de São Vicente
Cabo de São Vicente. Por Rui Glória

Como dissemos acima, Portugal tem uma superfície terrestre de 92.212 quilómetros quadrados. No entanto, segundo a Marinha Portuguesa, tem jurisdição sobre uma extensa zona marítima à sua volta de cerca de 1.727.408 quilómetros quadrados, isto é, aproximadamente 18 vezes maior que a sua superfície terrestre.

A Zona Económica Exclusiva (ZEE) de Portugal é a terceira maior da União Europeia, o que significa que 11% da ZEE da União Europeia pertence a Portugal. A ZEE portuguesa é a quinta maior da Europa e a vigésima maior do mundo.

4. A Ponte Vasco da Gama é a maior da Europa Ocidental.

Ponte Vasco da Gama
Ponte Vasco da Gama. Por Till Niermann

A Ponte Vasco da Gama é uma das principais pontes do nosso país e também uma das mais importantes pontes da Grande Lisboa, que liga o distrito de Lisboa ao distrito de Setúbal.

A Ponte Vasco da Gama tem na sua totalidade 12.345 quilómetros, isto no que diz respeito ao comprimento total das estruturas em ponte e viadutos. O comprimento total da travessia é 17.185 quilómetros. Quando a sua construção foi terminada, em 1998, a Ponte Vasco da Gama era a maior ponte da Europa.

Em 2018, essa posição passou a ser ocupada pela Ponte da Crimeia, com 18.100 quilómetros, construída sobre o Estreito de Kerch na Rússia. A Ponte Vasco da Gama passou então a ser a maior da Europa Ocidental.

5. A livraria mais antiga do mundo é portuguesa.

Livraria Bertrand Chiado
Livraria Bertrand Chiado. Por bm.iphone

Um verdadeiro refúgio para escritores, revolucionários e conspiradores, a livraria mais antiga do mundo fica situada na Rua Garrett, número 73, no Chiado, em Lisboa. É uma Bertrand diferente das demais, que mereceu um reconhecimento pelo Guinness World Records, sendo certificada como uma das mais emblemáticas livrarias portuguesas.

Desde 1732 que este lugar foi testemunha de diversos acontecimentos marcantes da história além de ter tido o privilégio de receber frequentadores importantes como Eça de Queiroz, Antero de Quental, Alexandre Herculano, entre muitos outros.

Durante estes anos a Bertrand Chiado acolheu importantes discussões literárias e políticas com muitos pensadores e escritores famosos que frequentavam a livraria, não só para lerem e conviverem, mas também para participar nas tertúlias que tinham lugar ali.

As bibliotecas e livrarias mais bonitas de Portugal

De Norte a Sul de Portugal existem inúmeras bibliotecas e livrarias que já ganharam o seu merecido lugar na História do país, algumas até conhecidas no mundo inteiro. Fizemos uma seleção de 9 bibliotecas e livrarias que tem mesmo que visitar.

Read more

6. Sintra foi o primeiro lugar classificado como Património Mundial na categoria de Paisagem Cultural.  

Sintra
Sintra. Por NickMo

Em 1992, a UNESCO alargou as categorias do Património Mundial e acrescentou a de Paisagem Cultural. Três anos depois, Sintra foi classificada Património Mundial, na categoria de Paisagem Cultural, no dia 6 de dezembro de 1995, durante a 19ª Sessão do Comité do Património Mundial da UNESCO, realizada em Berlim.

O sítio abrange uma parte da Serra de Sintra e inclui o centro histórico da vila, muitos monumentos históricos e a abundante vegetação natural e exótica dos parques da serra.

Portugal tem 17 sítios inscritos na lista de Património Mundial da UNESCO, 16 culturais e um natural. Três estão localizados nos arquipélagos dos Açores e Madeira, e um outro partilhado com Espanha. As mais recentes inscrições foram em 2019 e incluem os Edifícios Reais de Mafra – Palácio, Basílica, Convento, Jardim do Cerco e Parque de Caça (Tapada) – e o Santuário do Bom Jesus do Monte em Braga.

Sintra, a vila mágica dos palácios e das histórias de encantar

A chegada à vila de Sintra não deixa ninguém indiferente. Fora da arquitetura tradicional portuguesa, parece que estamos a chegar a uma vila encantada com os seus palácios coloridos, o Castelo dos Mouros lá no alto e uma imensa natureza verdejante a envolver todo o cenário. E, com sorte, pode chegar num dia de nevoeiro, muito comum neste microclima, cuja penumbra lhe confere um ambiente ainda mais mágico e misterioso.

Read more

7. Portugal produz 50% da cortiça de todo o mundo.

Cortiça
Cortiça. Por Fernando Moital

Sabia que Portugal produz 50% da cortiça de todo o mundo, tendo adquirido o estatuto de principal produtor de cortiça mundial? Com mais de 60% das exportações garantidas, a cortiça portuguesa é uma das maiores riquezas da nossa agricultura, fomentando e aumentando outros negócios paralelos. 

França, Estados Unidos e Espanha são os principais mercados de destino das exportações portuguesas. O setor da cortiça apresenta uma dinâmica de crescimento alicerçada no crescimento da procura do seu principal mercado de destino, o vinho.

O maior montado do país localiza-se no Alentejo, o que contribui para a riqueza do ecossistema nacional. Cerca de 34% da área mundial de montado concentra-se em Portugal, o correspondente a uma área de 736 mil hectares, totalizando 23% da floresta nacional.

8. A maior e mais bem conservada mancha de floresta Laurissilva encontra-se na Madeira.

Floresta Laurissilva
Floresta Laurissilva. Por Mário Baião

A Laurissilva é um tipo de floresta húmida subtropical que existe desde há 20 milhões de anos. Endémica da Macaronésia, a floresta ocupava toda a área da agora bacia do Mediterrâneo, sul da Europa e norte de África.

No entanto, em consequência das alterações climáticas determinadas pela formação do Mediterrâneo, esta floresta acabou por ter como último refúgio as regiões insulares. Aqui, conseguiu sobreviver e até mesmo prosperar devido à menor flutuação climática proporcionada pelo efeito amenizador do oceano Atlântico.

Hoje em dia, é possível encontrar a Laurissilva nos arquipélagos portugueses da Madeira e dos Açores, no arquipélago espanhol das Canárias, no arquipélago de Cabo Verde e em pequenos e raros enclaves na costa da Mauritânia.

Na Madeira, a Laurissilva ocupa cerca de 20% do total da ilha, nas encostas viradas a Norte, revestindo as íngremes vertentes e os vales do interior, representando atualmente a mais extensa e a mais bem conservada Laurissilva das ilhas atlânticas. Por isso, em 1999, a floresta Laurissilva da Madeira foi considerada pela UNESCO como Património da Humanidade.

Viagem ao interior da floresta da Madeira

Contam os relatos que em 1419, quando os portugueses chegaram à Madeira, descobriram uma ilha coberta de um extenso e denso arvoredo. Esses navegadores decidiram atribuir então o nome de “Madeira” à ilha. A floresta Laurissilva já preenchia a extensão da ilha e aí permaneceu até aos nossos dias, resistindo a quase 600 anos de humanização.

Read more

9. As areias do Porto Santo têm propriedades medicinais.

Porto Santo
Porto Santo. Por GualdimG

As areias do Porto Santo têm sido usadas, desde há muitos anos, no tratamento de doenças do foro músculo-esquelético – doenças reumáticas e ortopédicas -, sendo especiais para os madeirenses que vinham da ilha vizinha para curar vários problemas de saúde.

As areias que encontramos na ilha do Porto Santo formaram-se há cerca de 35 mil anos numa altura em que a ilha tinha um clima tropical e apresentava quatro vezes o tamanho que tem hoje (42 quilómetros quadrados).

Esta é uma areia carbonatada biogénica – composta por bioclastos de algas vermelhas – e tem propriedades físicas, químicas e térmicas. A areia tem forma plana, é muito fina e de fácil adesão à pele, além de ser rica em minerais tais como magnésio, cálcio, fósforo, enxofre, estrôncio – um anti-inflamatório natural – entre vários outros. Devido à sua composição, a areia consegue manter temperaturas altas por bastante tempo.

Porto Santo: a ilha onde a areia cura

Quando os navegadores portugueses João Gonçalves Zarco e Tristão Vaz Teixeira descobriram o Porto Santo, em 1418, imediatamente perceberam o potencial único da ilha. Talvez não soubessem na época que as areias da Ilha Dourada, como é popularmente apelidada pelos madeirenses e estrangeiros, têm propriedades especiais, mas certamente viram algo de especial neste lugar.

Read more

10. A maior onda alguma vez surfada foi na praia do Norte, na Nazaré.

Ondas Gigantes da Nazaré
Ondas Gigantes da Nazaré. Por Turismo Centro de Portugal

Foi em novembro de 2011 que o surfista havaiano Garrett McNamara colocou a Nazaré nas bocas do mundo depois de ter batido o recorde da maior onda surfada, com 23,8 metros, na praia do Norte, inscrevendo o seu nome no Livro do Guinness.

Desde então, têm sido vários os surfistas dos quatro cantos do mundo que chegam à Nazaré para colocar à prova as suas capacidades físicas e mentais ao enfrentarem as ondas gigantes que todos os invernos se formam na costa nazarena.

Em 2017, o surfista brasileiro Rodrigo Koxa bateu o anterior recorde do Guinness de Garrett McNamara ao surfar a maior onda de sempre com 24,38 metros. Mais recentemente, em outubro de 2020, o surfista alemão Sebastian Steudtner conseguiu ultrapassar o recorde de maior onda alguma vez surfada (26,21 metros).

O responsável por estas ondas gigantes é o chamado canhão da Nazaré, um desfiladeiro submarino de origem tectónica situado ao largo da costa desta vila portuguesa.

O fenómeno das ondas gigantes da Nazaré

178 Shares Foi em novembro de 2011 que o surfista havaiano Garrett McNamara colocou a Nazaré nas bocas do mundo depois de ter batido…

Read more

40 Shares

Artigos relacionados

3 comentários

michelle 18/06/2022 - 09:47

Fantastica Informação!!! Parabens e muito obrigada.
Sucesso em tudo e continuação de excelentes inspirações <3
Shell

Responder
Fabio Mucin 08/07/2022 - 21:30

Excelente matéria, obrigado! Ajudou bastante durante minha visita à Portugal há 2 semanas. Uma pequena atualização (vi diretamente na exposição das pranchas de surf no farol de Nazaré) é que a maior onda surfada (unlimited) certificada pelo Guiness World Records – homens foi de 26,21 m (86 ft), feito por Sebastian Steudtner (Alemanha) na praia do Norte em 29/out/2020. Se tiver um email, posso enviar também a foto que tirei da placa. Abraços!

Responder
Ângela Coelho 12/07/2022 - 15:16

Olá Fabio!
Muito obrigada pelo seu comentário. Já atualizámos a informação do artigo com esses dados.
Continuação de boas escapadas!

Responder

Faça um comentário

Ao clicar em ENVIAR aceita a privacidade

Copy link
Powered by Social Snap