Pitões das Júnias. Por JBCarvalho

Não é habitual vermos as temperaturas em Portugal atingirem muitos graus negativos, como é comum em países do norte da Europa, por exemplo. Ainda assim, é possível ver neve no nosso país, especialmente nos meses de inverno.

Quando pensamos em neve de certeza que nos vem imediatamente à cabeça a Serra da Estrela, o ponto mais alto de Portugal Continental e o único local onde existem pistas de esqui. No entanto, para além da Serra da Estrela, que fica nos distritos da Guarda e Castelo Branco, é também frequente nevar em Bragança, Vila Real e Viseu.

Apesar de encontrarmos neve maioritariamente no norte e no interior do país, também já vimos nevar em locais das regiões do Algarve e Alentejo. Descubra alguns dos lugares onde pode encontrar neve em Portugal e passar um dia divertido em família ou com amigos a construir um boneco de neve ou a fazer uma batalha de bolas de neve.

1. Serra da Estrela

Torre da Serra da Estrela. Por Scheridon

Claro que tínhamos que começar pela rainha da neve: a Serra da Estrela. Com 1993 metros de altitude, é o ponto mais alto de Portugal Continental e o destino preferido dos portugueses que adoram neve, porque aqui irão encontrá-la de certeza.

A Serra da Estrela é o único sítio em Portugal onde é possível esquiar, fazer snowboard, bem como andar de trenó ou de motoski. Existem diversas pistas com infraestruturas de apoio e ainda vai encontrar pistas de neve sintética para esquiar mesmo quando a meteorologia não ajuda.

Mas não é só no alto da serra que encontrará neve. Nesta região estão concentrados muitos dos locais com neve em Portugal, como Loriga, Manteigas, Vale do Rossim, Penhas Douradas, Gouveia, Covilhã e Guarda, a cidade mais alta de Portugal.

2. Bragança

Castelo de Bragança. Por GFreihalter

É comum dizer-se que a região de Trás-os-Montes tem nove meses de inverno e três de inferno, devido às temperaturas muito altas nos meses de verão e aos invernos longos e rigorosos. Situada no extremo nordeste de Portugal, em Bragança, caem nevões que povoam a paisagem de branco.

Bragança é uma histórica e antiga cidade em que a dificuldade de acessos e a localização num dos extremos do país permitiu a manutenção de tradições e costumes por longos séculos. A cidade já era uma povoação importante no período de ocupação romana, mas foram também encontrados vestígios de ocupação anterior, no Paleolítico. Um dos melhores locais para apreciar a paisagem coberta de neve é sem dúvida no topo da imponente Torre de Menagem do Castelo.

3. Montalegre

Pitões das Júnias. Por JBCarvalho

Esta vila do distrito de Vila Real situa-se na bonita região das terras altas de Barroso, que incluem as serras do Gerês, do Larouco e do Barroso, e formam uma zona natural de serras, carvalhais, rios e ribeiros. Parte do concelho de Montalegre está inserido no Parque Nacional da Peneda-Gerês.

O frio que se faz sentir no Planalto de Barroso ficou para sempre imortalizado no livro “Terra Fria”, do escritor Ferreira de Castro, e a imagem de Montalegre coberta de neve ficará para sempre gravada na sua memória como uma das paisagens mais incríveis. Destacamos a freguesia Pitões das Júnias, uma das mais pitorescas aldeias do concelho e que fica ainda mais bonita pintada de branco.

4. Marvão

Marvão. Por Jorge Anastacio

Situada entre Castelo de Vide e Portalegre, no ponto mais alto da Serra de São Mamede, na região do Alto Alentejo, encontra-se a encantadora vila de Marvão, uma vila medieval muralhada. Uma visita a Marvão é sempre especial, mas descobrir esta bela localidade coberta de neve torna a experiência ainda mais única.

A queda de neve não é uma situação muito comum nas regiões alentejanas, mas de vez em quando a neve faz uma visita esporádica à Serra de São Mamede e cobre a vila de Marvão e as suas muralhas de branco.

5. Piódão

Piódão

Piódão. Por Aldeias Históricas de Portugal

A aldeia histórica de Piódão, no concelho de Arganil, dispensa qualquer apresentação. Classificada como Imóvel de Interesse Público, fica na Serra do Açor e está rodeada de pastos, nascentes e as casas mais pitorescas do país. No inverno, quando os telhados das suas típicas casas de xisto e lousa ficam carregados de neve, a “aldeia presépio”, como é conhecida, fica ainda mais bonita.

Piódão é uma aldeia serrana, de feição rural, e acessos difíceis, um excelente exemplo de como o ser humano se adaptou ao longo dos séculos aos locais mais inóspitos. A natureza envolvente está quase que em estado puro, observando-se pela região diversas espécies de fauna e flora típicas do local.

6. Montesinho

Parque Natural de Montesinho. Por Ana Lucas Marinho

Montesinho é uma aldeia típica transmontana, situada na serra com o mesmo nome, a cerca de mil metros de altitude, em pleno Parque Natural de Montesinho. Neste sítio encantado não é só a neve que dá um toque especial, aqui habitam espécies como o lobo-ibérico, a corça ou o veado. Mas, na verdade, será mais fácil encontrar neve do que um lobo-ibérico.

Caminhe pelas ruas da aldeia, calcetadas e bem cuidadas, e descubra a Igreja de Montesinho, o Núcleo Interpretativo e o museu instalado numa casa típica transmontana, onde poderá conhecer a caracterização geológica de Montesinho e os modos de vida tradicionais desta aldeia.

7. Soajo

Soajo. Por nborges

A vila do Soajo é uma das mais típicas vilas portuguesas e pertence ao concelho de Arcos de Valdevez, numa das vertentes da serra da Peneda, inserida no Parque Nacional da Peneda-Gerês. A vila é caracterizada pelas suas ruas pavimentadas com lajes de granito e as casas construídas com blocos de pedra, rodeada por uma natureza quase imaculada.

Até há cerca de um século a povoação, que outrora chegou a ser sede de concelho, vivia em regime comunitário, baseando a sua atividade na agricultura, e tinha as suas próprias leis e atividades. O seu grande conjunto de espigueiros – 24 no total – é ainda hoje um dos seus maiores atrativos, todos em pedra e assentes num afloramento de granito, datando o mais antigo de 1782, sendo muitos deles ainda hoje utilizados para secar o milho.

8. Lindoso

Lindoso. Por LeandroDavid

Também localizada no Parque Nacional da Peneda-Gerês, Lindoso é uma bonita aldeia minhota do concelho de Ponte da Barca, que se estende pela Serra Amarela e pela Serra do Cabril, na margem esquerda do rio Lima. A aldeia é composta por típicas casas antigas de granito, subsistindo ainda em algumas instalações agrícolas a pitoresca cobertura de colmo.

As primeiras referências ao Lindoso datam do século IX e a localidade foi, desde os inícios da nacionalidade portuguesa, um importante bastião de defesa nacional. O imponente Castelo do Lindoso, classificado de Monumento Nacional, é o maior motivo de orgulho das gentes locais.

Publique um comentário

* Estão marcados os campos obrigatórios.