Ângela Coelho

Ângela Coelho

Já visitei mais de 60 países, mas é neste cantinho à beira-mar plantado ao qual deram o nome de Portugal que me sinto em casa. Sonho ir para sempre poder voltar. A inquietude e a ânsia de explorar o mundo foi o que me fez conhecer mais o meu país e as minhas raízes. Nasci no Porto em 1990, mas considero-me uma eterna nómada. Estudei Jornalismo, mas foi na escrita de viagens que encontrei a minha paixão.

http://umacidadeumrosto.blogspot.com/%20

Será que quanto mais elevado esteja construído o santuário mais perto se está de Deus? Não sabemos responder com certeza a essa questão. Mas podemos afirmar com toda a certeza que as vistas que tem de alguns desses templos sagrados são magníficas e valem a pena, independentemente de ser religioso ou não. Deixamos-lhe uma lista de 9 santuários onde quase pode tocar o céu e descobrir as melhores paisagens.

Perante a ameaça do coronavírus em Portugal e no mundo, o melhor conselho que lhe podemos dar é que fique em casa. Contudo, essas medidas de contingência não significam que tenha que deixar de fazer o que mais gosta. As circunstâncias atuais têm aguçado a arte e o engenho das pessoas e há várias formas criativas de passar a quarentena. Sabia que pode visitar vários museus e outros monumentos portugueses de forma virtual?

Há livros que pela forma como descrevem a paisagem, os lugares e o ambiente transportam-nos para o sítio onde a ação se desenrola. Os livros são uma ótima forma de viajar sem sair de casa, mas também servem para nos inspirarmos a viajar e conhecer lugares que outrora descobrimos nas páginas de um livro.

A filigrana não é algo exclusivo de Portugal nem foi inventado pelos portugueses. Desde a antiguidade greco-romana que esta arte de trabalhar o ouro e a prata através de delicados fios é utilizada na joalharia, tendo sido também usada numa grande variedade de objetos decorativos. Contudo, enquanto que noutros países a tradição da filigrana se foi perdendo, em Portugal foi-se apurando. A partir do século XVII, a filigrana portuguesa já tinha construído um caminho muito próprio e assentava em moldes muito diferentes de qualquer outra filigrana.

“Se you falar debagarico cun bós, bós cumprendereis todo, ora si?”, atira Alcides Meirinhos, membro da Associaçon de la Lhéngua i Cultura Mirandesa e um dos grandes impulsionadores do mirandês. E a verdade é que sim, conseguimos compreender tudo, ainda que nunca tenhamos tido contacto com a língua mirandesa. “Porque a língua mirandesa é principalmente uma fala”, explica o também escritor e tradutor.

Portugal pode não ter o calor do Rio de Janeiro nem as máscaras pomposas de Veneza, mas o ritmo do Carnaval também se faz sentir um pouco por todo o país. De norte a sul, há festa, disfarces e até crítica social que fazem com que milhares de pessoas saiam às ruas para viver o espírito do Entrudo, mesmo que as temperaturas nem sempre sejam as mais convidativas. Sugerimos-lhe 8 carnavais bem portugueses para aproveitar as festividades.

Muito antes da tecnologia ter tomado conta das nossas vidas facilitando (ou complicando?) as relações amorosas e conectando pessoas de todo o mundo, as declarações de amor das mulheres minhotas, em idade de casar, era feita com bordados.

A Mata Nacional do Buçaco não deixa ninguém indiferente, a começar pelo nome. Há quem diga que se escreve Bussaco, outros há que defendem que a grafia correta é Buçaco. Não nos queremos meter em discussões de ortografia. Queremos apenas contar-lhe porque é que esta área protegida localizada na Serra do Buçaco, na freguesia de Luso, concelho da Mealhada. merece uma visita.

Uma casa de campo não significa que terá que abdicar de todos os luxos e comodidades a que tem direito. Para complementar uma escapada no meio rural e para fugir à rotina das grandes metrópoles e relaxar em contacto com a natureza, nada melhor do que desfrutar de espaços de bem-estar e cuidar do seu corpo e mente. Para tal, sugerimos-lhe 10 casas de campo com sauna e spa para umas férias de descontração total.
12345