Carla Graça

Carla Graça

Nasci no dia 10 de Dezembro de 1970 e comecei a trabalhar com 18 anos. Sou casada, jornalista e curiosa por natureza.  Sou viciada em conhecer a minha e outras culturas e isso faz de mim uma apaixonada por Portugal e por viajar sempre que posso. Conhecer novas culturas e novas gentes é um dos maiores prazeres da vida. Sou jornalista e isso está-me gravado na pele em tudo o que faço, em cada viagem, em cada aventura e em cada experiência. Para além da escrita, também a fotografia faz parte do meu dia a dia e encanta-me captar momentos e reviver depois o que senti ao grava-los através da escrita ou da lente da máquina. Falar de mim sem falar da aldeia, onde escolhi morar há mais de 10 anos, não é fácil. Vivo no Meco e a curta distância a que estou do mar faz-me carregar as minhas energias diariamente.

Se há lugares privilegiados no mundo, a Aldeia do Meco é necessariamente um deles. Praias de extensos areais e uma boa vice fazem desta aldeia o escape preferido das elites lisboetas. Ao lado, na Lagoa de Albufeira, desfrute de vários desportos ligados ao mar.

Que a ilha da Madeira é um destino paradisíaco já é do conhecimento geral. Com uma área de 741 km2, 57 km de comprimento e 22 km de largura, e um clima sub-tropical (que oscila entre os 25° C no verão e os 17° C no inverno), esta é uma das ilhas mais concorridas por turistas de todos os cantos no Mundo. Mas o que muitos desconhecem é a panóplia de oferta cultural, recreativa e popular.

Com verões quentes e temperaturas amenas durante todo o ano, praias lindíssimas de águas calmas e areais dourados e uma deliciosa gastronomia especializada em peixes e mariscos, o Algarve é um dos destinos mais procurados da Europa.

Uma hora é o tempo que separa Lisboa da Comporta, a antiga aldeia de pescadores e terra de arrozais que se transformou no paraíso hippie-chic das elites. Repleto de praias de areia branca e fina e águas azuis cristalinas, este é o destino de eleição de muitos e ilustres famosos.

Assim reza a letra de uma das marinhas populares mais famosas de Portugal. São três os Santos Populares que se festejam durante o mês de Junho de Norte a sul do país. Se em Lisboa é Santo António quem mais ordena, na cidade invicta do Porto, S. João é rei e senhor. A tradição celebra o nascimento de São João Batista e a festa tem origem no solstício de Verão, uma festa do fogo e do sol.

Poderiam ser os primeiros versos de uma marcha popular do Santo António de Lisboa mas é apenas uma forma de fazer com que não perca os Arraiais com muita música e balões coloridos, as sardinhas assadas, o caldo verde, os manjericos, as marchas populares e os casamentos de Santo António que fazem parte das Festas de Lisboa que se realizam no decorrer do mês de Junho na capital alfacinha.

Viajar com os mais pequenos é sempre um desafio para os pais. Vale a pena conhecer Lisboa mas há também que pensar nos pequenitos que se aborrecem de calcorrear as ruelas da cidade, de visitar museus, de conhecer a história e as tradições alfacinhas. A nossa aposta é ajudar os pais a descobrir uma Lisboa para as crianças, uma Lisboa diferente onde encontrarão um sem número de atracções que fazem da capital portuguesa um local de aventuras, descobertas e muita diversão.

Lisboa é uma daquelas cidades onde, quem chega, se sente em casa. A cidade é cada vez mais dos turistas, dizem, mas ainda há sítios que se mantêm –com toda a resiliência– como cantinas diárias dos lisboetas, as famosas “Tasquinhas”.