Sónia Santos Dias

Sónia Santos Dias

Por entre as frondosas folhagens da serra de Sintra, descobre-se uma edificação criada pela mão do homem, mas em perfeita harmonia com a natureza. É o Convento dos Capuchos, ou Convento de Santa Cruz da Serra de Sintra, mandado erigir por D. Álvaro de Castro, conselheiro de Estado do rei D. Sebastião, em 1560.

Esqueça o trabalho, os compromissos, as preocupações. É hora rumar ao campo e relaxar. Com ajuda da energia da natureza circundante, feche os olhos e aprecie a quietude e tranquilidade do ambiente rural. Para ajudar, faça yoga para tratar de si por fora e por dentro. Nestas casas que lhe propomos, poderá ter esta revigorante experiência de bem-estar.

É terra de queijo, de tortas e de vinhos. Todos eles deliciosos, conhecidos, reputados e premiados. Mas foi a azeitona que lhe deu o nome, quando há muitos, muitos anos eram os extensos olivais que cobriam os terrenos que circundam esta localidade. Consta que foram os Árabes, com a sua passagem pelo território no século VIII, que deram precisamente o nome de Azzeittum à região, em alusão ao valioso fruto da oliveira.

Deve o seu nome a um pequeno pássaro, a avicella, nome latino que significa pequena ave e que abundava por altura dos romanos nestas terras do agora Norte de Portugal. Localizada a 50 Km do Porto, 33 km de Braga e a apenas 10 km de Guimarães, chegamos lá depois de algumas curvas e contracurvas que desembocam por fim num acolhedor vale, o Vale de Vizela.

Uma casa com piscina é bom, mas uma casa com uma piscina diferente fica ainda melhor naquelas fotografias das férias que colocamos nas redes sociais. Vão gerar muitos comentários…. Selecionámos algumas casas de campo em Portugal que têm piscinas um pouco diferentes do habitual. Preparado para a próxima escapadinha?

Fomos explorar a Comporta, a coqueluche de Portugal que tantas páginas tem enchido de publicações de turismo nacionais e internacionais. O que tem, afinal, de tão especial esta pacata aldeia alentejana? Fomos saber.

O Parque Natural da Serra da Arrábida é dos mais belos de Portugal. Abrangendo território pertencente aos concelhos de Palmela, Sesimbra e Setúbal, junta o verde da vegetação e o azul do mar por cerca de 17 mil hectares, dos quais mais de 5 mil são de superfície marinha.

Dirigimo-nos à Azenhas do Mar para confirmar ao vivo a beleza da foto postal que enche os escaparates das lojas de turismo em Portugal. Um casario branco sobranceiro ao mar, com uma piscina natural em baixo, como se a natureza oferecesse a esta população umas águas tranquilas para se banharem longe das águas revoltas que esculpem as escarpas.

É a segunda maior cidade de Portugal e tem um carisma muito próprio. Se não conhece a também chamada Cidade Invicta -assim denominada pela coragem das suas gentes que não se deixavam vencer em tempos de guerra-, lá chegado facilmente vai perceber que está a calcorrear uma cidade cheia de razões para estar a conquistar inúmeros prémios turísticos nacionais e internacionais.

Esta calorosa cidade alentejana tem muitas particularidades inusitadas. Uma capela forrada a ossos? Mas quem se terá lembrado disso? Um templo românico semelhante à Acrópole de Atenas? Um cromeleque mais antigo do que o próprio Stonehenge, mas que pouca gente conhece? Pois é, a história do mundo pode ser visitada em Évora.
12