Casa da Breia

Portugal tem uma história bem antiga. É terra de um povo trabalhador e conquistador, mas também de reis, nobres e fidalgos que por todo o país deixaram património onde viviam ou passavam temporadas. Muitos desses palacetes, quintas ou casas senhoriais passaram de geração em geração e hoje são unidades de alojamento que permitem viagens ao passado. Se quer viver alguns dias numa destas casas nobres, veja as propostas que lhe fazemos.

Palacete Flor da Rosa (Crato, Alto Alentejo)

Esta antiga residência senhorial dos primórdios do século XVIII vai proporcionar-lhe uma estadia onde se sentirá como a realeza. Com capacidade para receber doze pessoas, aqui vai sentir-se a viajar no tempo mal trespasse as portas. Quartos decorados ao estilo antigo, mobiliário de época, peças em madeira e em barro criam o ambiente necessário para parar no tempo. Possui uma piscina para usufruir nos dias quentes alentejanos.

Quinta das Murtas (Sintra)

Neste solar pode viajar até ao seculo XIX, altura em que Sintra era o centro da nobreza portuguesa, ou não fosse o Palácio da Pena e o Palácio da Vila residências reais. A casa está toda decorada de forma típica da época, com mobiliário antigo e possui quartos espaçosos e apartamentos com kitchenette. A Quinta também abriga uma vasta variedade de aves exóticas e plantas. Durante a sua estadia poderá desfrutar dos jardins, da piscina exterior com jacuzzi e ainda da vista do terraço. A sua grande dimensão permite-lhe albergar 43 pessoas.

Quinta das Lágrimas (Coimbra)

Aqui vai conhecer uma das mais famosas histórias de amor portuguesas. A Quinta das Lágrimas, situada em Santa Clara, é famosa pela trágica história de amor de D. Pedro e D. Inês de Castro, onde D. Inês de Castro foi assassinada por ordem do rei D. Afonso IV, e como conta a lenda as suas lágrimas deram origem à famosa fonte das Lágrimas. Os quartos estão todos dentro do palácio da quinta, com uma decoração requintada e com um toque de modernidade, onde os hóspedes podem desfrutar de todo o luxo, do conforto e do misticismo do mesmo. Possui ainda um spa e piscina interior, e ainda o restaurante Arcadas, detentor de uma estrela Michelin.

Casa da Breia (Arcos de Valdevez, Alto Minho)

Um ambiente rústico e de campo é o que pode vivenciar nesta unidade de agroturismo. Alberga 18 pessoas e está bem próximo do Parque Nacional da Peneda-Gerês. Mas a rusticidade não dispensa uma piscina e zona para churrascos. Num espaço junto ao parque de estacionamento privativo pode também observar gansos, patos, galinhas, codornizes e porquinhos-da-índia, para uma plena experiência no campo.

Hotel Vila Aurora (Luso)

Esta antiga residência fidalga do século XIX tem mesmo a forma de um castelo. Aqui há camas de dossel, estátuas, uma sala de música com um piano, muitos jogos para passar um serão à antiga. Mas também há o conforto moderno. Dispõe de quartos com TV satélite, telefone direto, ar condicionado e banheiras de hidromassagem. No exterior pode desfrutar da piscina, assim como do pátio e jardim. O melhor dos dois mundos.

Quinta de Coalhos (Abrantes)

Este chalet antigo em tons de azul permite-lhe viajar até ao passado. É uma casa nobre com capacidade para receber 14 pessoas que podem desfrutar da vista para o Castelo de Abrantes. Dispõe de três quartos, uma suite e um apartamento T2, com uma cama de casal e duas de solteiro. Os quartos têm nomes de cores associadas às respetivas decorações. Todos primam por um estilo clássico e rústico que lhes dá um ambiente muito acolhedor. No exterior existe ainda uma piscina, um parque infantil e comodidades para churrasco. Se procura um alojamento no Médio Tejo, eis uma solução para si.

Casa do Pinheiro Douro (Canelas, Tâmega e Sousa)

A pedra impera nesta casa onde o antigo e o moderno convivem com requinte. A Casa do Pinheiro disponibiliza quartos com casa de banho privativa e ar condicionado. Nas proximidades do Cais de Entre-os-Rios, mas em profundo ambiente campestre, ainda rodeado por uma agricultura secular, poderá usufruir de uma paisagem maravilhosa e respirar o ar puro e os aromas da natureza.

Casa de Borba (Borba, Alentejo Central)

Imagine uma cama de um nobre. Pois encontra-a aqui e pode dormir nela. Nesta unidade turística destaca-se ainda uma escadaria em mármore até ao piso principal e um grande jardim com piscina. Lá dentro não falta o conforto e está devidamente equipada com televisão, Wi-Fi, aquecimento central, entre outros. Recebe 10 pessoas que aqui podem tentar descobrir a história por detrás de cada quadro pintado ou de cada móvel mais antigo.

Casa do Durão I (Lajeosa do Mondego, Beiras e Serra da Estrela)

Alberga apenas sete pessoas. Por isso, se procura privacidade, saiba que a casa principal, que data de 1764, disponibiliza apenas dois quartos de casal e duas suites. Possui ainda vários espaços comuns, como sala de leitura e televisão, sala de refeições, terraço e pátio no exterior com forno a lenha, alpendre e zona para churrasco. Estando no concelho de Celorico da Beira, pode visitar as Aldeias Históricas de Portugal, onde vai ver de perto outras épocas refletidas nas aldeias.

Quinta da Mata (Chaves)

Esta quinta solarenga do século XVII está localizada bem no Norte de Portugal. Possui uma capela pintada de branco onde as antigas famílias viviam a sua espiritualidade. As suas paredes graníticas transportam-nos para os serões típicos da região transmontana e a decoração clássica leva o visitante a entrar no espírito das tradições, que não se perdem. Um bar, uma sala de leitura, a adega e a biblioteca convidam a momentos mais introspetivos. Os quartos são espaçosos e confortáveis, levando-nos de volta à modernidade. A sauna, as massagens e a piscina ajudam a conseguir aqui o melhor de duas épocas.

Publique um comentário

* Estão marcados os campos obrigatórios.