Magazine Planos Casas de campo para fazer enoturismo

Casas de campo para fazer enoturismo

46 Shares
Por Marafona

O fim do verão e o início do outono é sinónimo de colheitas e em Portugal abre-se a época das vindimas. Isto significa que as uvas estão prontas para serem colhidas das videiras, um trabalho duro mas que se faz sempre em ambiente de festa e convívio. A modernização das máquinas facilitou muito a atividade de produção de vinho, mas ainda há quem mantenha a tradição bem viva.

Por estes meses, há quintas que abrem as portas para dar a conhecer o vasto mundo da vitivinicultura. Se é amante de vinhos e gostaria de descobrir mais sobre o processo de produção desde a vinha até ao copo, deixamos-lhe uma seleção de casas de campo onde poderá provar vinhos aí produzidos e até participar na vindima.

1. Vald’arêgos (São Romão de Aregos, Tâmega e Sousa)

Vald'arêgos
Vald’arêgos

A quinta de Vald’arêgos situa-se em São Romão de Arêgos, também no Vale do Douro, e inclui quatro casas em estilo rústico que partilham a piscina exterior e a vista sobre as vinhas. Todas as casas possuem quartos de casal, cozinha totalmente equipada e áreas de estar e lazer.

Para além de poder explorar as vinhas e provar o vinho local, é obrigatório visitar o misterioso Penedo de São João, a Rota dos Monumentos Românicos, exposições de cerâmica e de cestaria, a feira da cavaca e a feira das cerejas.

2. Teoria Guest House (Celeirós, Douro)

Teoria Guest House
Teoria Guest House

A história do vinho Teoria começou apenas em 2010 mas os prémios que já ganhou a nível nacional e internacional atestam a excelente qualidade dos seus vinhos e uvas. Desde 2018 é possível ficar hospedado na casa remodelada da quinta e acordar com uma vista maravilhosa sobre os socalcos vinhateiros. A casa dispõe de dois apartamentos T2 que incluem um total de quatro quartos climatizados e duas casas de banhos, cozinha e sala de estar partilhadas.

Explore a aldeia vinhateira de Celeirós do Douro, bem no coração do Vale do Douro, classificado pela UNESCO como Património Mundial da Humanidade, e fique a conhecer a cultura vinícola desta região. Aqui poderá visitar a vinhaprovar os vinhos tinto, branco, rosé e espumante e ainda o azeite produzidos na quinta.

3. Quinta da Teimosa (Cambeses, Alto Minho)

Quinta da Teimosa
Quinta da Teimosa

É preciso ser muito teimoso para não se deixar encantar pela Quinta da Teimosa. Trocadilhos à parte, esta quinta está na mesma família há mais de cem anos e dedica-se à produção de vinho Alvarinho, muito típico na região do Minho. Em 2014 abriu as suas portas ao agro-turismo, oferecendo também iguarias tradicionais fabricadas a partir de produtos cultivados na quinta.

A propriedade dispõe de quatro casas independentes: três alojamentos do tipo T1, cada um com um quarto duplo, casa de banho, kitchenette e sala de estar com sofá-cama; e um alojamento com três quartos, casa de banho, cozinha, sala de jantar e de estar. No exterior, poderá usufruir da piscina, pátio, zona relvada e churrasqueira.

4. Quinta de Santo António (Monção, Alto Minho)

Quinta de Santo António
Quinta de Santo António

Situada entre Monção e Melgaço, a Quinta de Santo António tem uma vista magnífica sobre as montanhas do Parque Nacional da Peneda-Gerês. Aqui pode desfrutar da tranquilidade de uma pequena aldeia do interior, entre vinhas da casta Alvarinho e Trajadura e árvores de fruto.

A casa principal do século XIX está inserida numa propriedade agrícola e as várias dependências agrícolas foram recuperadas e transformadas em apartamentos, para que os hóspedes tenham conforto e privacidade neste ambiente acolhedor. No exterior, o jardim e a piscina com vista para as vinhas irão tornar as suas férias memoráveis.

5. Casa da Reina (Chafé , Alto Minho)

Casa da Reina
Casa da Reina

Casa da Reina situa-se em Viana do Castelo, a cerca de dois quilómetros da praia da Amorosa. É uma típica casa minhota que mantém a sua estrutura original de 1744. O alojamento oferece comodidades essenciais para umas férias confortáveis, como churrasqueira, jardim, piscina e zona de estacionamento.

No propriedade existem vinhas que os hóspedes poderão visitar e admirar. Também há uma adega, onde será convidado a provar os vinhos ali produzidos.

6. Paço de Lanheses (Lanheses, Alto Minho)

Paço de Lanheses
Paço de Lanheses

Paço de Lanheses remonta ao século XVI e foi aumentado durante o século XVIII. Aqui respira-se história por todos os cantos, num ambiente de quinta com quatro hectares de produção de vinha da casta Loureiro. As salas comuns com lareira são acolhedoras para as reuniões de amigos e família e as varandas e os jardins são locais a explorar para as refeições e zona de lazer.

É uma casa ampla, com seis quartos e uma cozinha totalmente equipada. A propriedade tem ainda uma capela, um antigo pelourinho no jardim e um antigo tanque de rega transformado em piscina.

7. Monte da Ribeira (Estoi, Algarve)

Monte da Ribeira
Monte da Ribeira

No Monte da Ribeira, setembro rima com vindimas. Este alojamento nasceu da necessidade de criar alternativas ao turismo massificado do Algarve. O objetivo é explorar o lado rural da região, promovendo atividades agrícolas, como as vindimas, roteiros, visitas e atividades locais junto de novas gerações.

O alojamento é composto por vários apartamentos T1 e T2, todos com entrada independente, e decorados com a simplicidade algarvia mas com todo o conforto e elegância. Mergulhe neste Algarve profundo e rural e deixe-se encantar pelo conhecimento dos mais antigos e pelo contacto com a terra.

8. Quinta de Lourosa (Lousada, Tâmega e Sousa)

Quinta de Lourosa
Quinta de Lourosa

Na Quinta de Lourosa os aromas da vinha envolvem esta casa de campo rústica localizada em Lousada. Com uma área de 27 hectares de vinhas bastante heterogéneas, a quinta produz o seu próprio vinho, que inclui vinho verde, típico da região, e espumante. Pode ficar hospedado num dos seis quartos que o alojamento disponibiliza ou no apartamento T1.

Há visitas guiadas às vinhas e adega, que incluem provas de vinhos, e pacotes turísticos onde poderá degustar a gastronomia tradicional, ver o artesanato local e explorar lugares de relevo histórico e cultural. Este é o local ideal se procura umas férias em família ou um refúgio a dois, num equilíbrio perfeito entre o descanso e o enoturismo.

9. Casa Lata – Agroturismo (Amares, Cávado)

Casa Lata – Agroturismo
Casa Lata – Agroturismo

Situada na Região Demarcada do Vinho Verde, mais precisamente em Amares, a Casa Lata é uma casa de lavoura minhota que sempre esteve ligada à produção de vinho verde, um dos ex-líbris da região. O espigueiro, o lagar do vinho, o alambique e numerosas ferramentas agrícolas foram preservadas, conferindo um ambiente rústico e pitoresco ao alojamento. Será convidado a fazer uma degustação devidamente acompanhada por petiscos regionais e poderá ainda fazer uma visita à adega.

Pode optar por ficar hospedado num dos quartos da casa principal ou na Casa do Garrafas, uma típica casa de campo com dois quartos e um alpendre. A piscina exterior e o vasto jardim convidam a um momento relaxante com um copo de vinho a acompanhar.

10. Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo (Sabrosa, Douro)

Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo
Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo

Com uma história superior a 250 anos, a Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo é um lugar com muita tradição que atravessa gerações. Situada no coração do Douro, a antiga casa senhorial oitocentista foi totalmente restaurada mantendo a arquitetura original. Não poderá deixar de visitar a adega de 1764, que é uma das mais antigas da região do Douro.

Nesta quinta preserva-se a tradição em todos os aspetos da produção vinícola. A vindima é manual e todos os cachos de uvas são cuidadosamente selecionados à mão, preservando a sua maturação natural na produção de vinhos únicos, autênticos e de qualidade.

Fique hospedado num dos 11 quartos disponíveis com vista sobre o rio Douro num ambiente vínico e tradicional. As atividades da quinta incluem provas de vinho, visitas à adega e sala de barricas, um passeio pela quinta com uma pausa para piquenique e passeios de barco ou comboio pela região.

11. Casa da Seara (Vilarinho de Cotas, Douro)

Casa da Seara
Casa da Seara

A região do Douro é rica em paisagens únicas enquadradas pelas extensas vinhas a perder de vista. É precisamente neste quadro que se insere a Casa da Seara. Pode alugar a casa inteira com cinco quartos, casa de banho privativa, cozinha e sala de jantar e de estar.

No exterior, poderá desfrutar da piscina exterior, terraço e churrasqueira. A localização privilegiada do alojamento permite-lhe visitar as quintas e vinhedos dos arredores onde se produzem os melhores vinhos da região.

12. Quinta do Vallado (Peso da Régua, Douro)

Quinta do Vallado
Quinta do Vallado

Construída em 1716, a Quinta do Vallado é uma das mais antigas e conhecidas quintas do Vale do Douro. Pertenceu à lendária Dona Antónia Ferreira e pertence agora aos seus descendentes que continuam com a produção de vinhos do Porto e de outros vinhos com marca própria.

Localizada em Peso da Régua, a quinta oferece várias opções de alojamento para que tenha uma experiência completa. Pode reservar um quarto no edifício histórico da quinta ou então reservar um quarto no novo edifício. A Quinta do Vallado alia a sua longa história à modernidade e conforto dos dias de hoje, sempre com a paisagem vinícola e o rio Corgo no horizonte.

13. Quinta das Ratoeiras (Vila de Frades, Baixo Alentejo)

Quinta das Ratoeiras
Quinta das Ratoeiras

Na Quinta das Ratoeiras os hóspedes têm a possibilidade de participar nas atividades agrícolas desenvolvidas ao longo do ano na propriedade. Desde a apanha da azeitona até à vindima e produção de vinho, passando pela apanha da laranja, poderá fazer parte do quotidiano da quinta e envolver-se nas tarefas diárias.

A propriedade de 36 hectares localizada na região do Alentejo inclui uma casa totalmente renovada com seis quartos duplos com casa de banho privativa mesmo no meio da vinha. Para além dos passeios pedestres ou de bicicleta pela quinta, também há atividades de iniciação ao vinho, safaris fotográficos guiados, preparação de doces, compotas e patés com os produtos da quinta.

14. Casa dos Varais (Cambres, Douro)

Casa dos Varais
Casa dos Varais

Situada na margem esquerda do rio Douro, a Casa dos Varais convida-o a ter uma experiência única que se realiza anualmente: a Pousa nos Varais. A atividade consiste em pisar o mosto em lagares de pedra, um processo antigo de fazer o vinho em que após o corte das uvas estas são pisadas nos lagares em ambiente de animação. Aqui celebra-se o vinho, o produto mais importante desta região.

Se não quiser participar na pisa a pé, pode ficar-se pela visita às instalações vinícolas e aos armazéns de vinhos e provar os bons vinhos que se produzem na quinta. A casa principal do século XVIII disponibiliza quartos com decoração clássica, mas também pode alugar uma pequena casa em xisto também inserida na propriedade. Vale a pena passear entre os jardins e vinhas enquanto desfruta da vista sobre o rio Douro.

Rota dos Vinhos Verdes: uma viagem entre Douro e Minho

É um vinho único no mundo e o que o distingue é o facto de ser produzido numa região demarcada que inclui o território do noroeste de Portugal. O vinho verde faz parte da mesa de qualquer casa tipicamente portuguesa, embora seja mais comum no norte do país. Naturalmente leve e fresco, este vinho português é o segundo mais exportado, depois do vinho do Porto, de acordo com a Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes.

Read more

46 Shares

Artigos relacionados

Faça um comentário

Ao clicar em ENVIAR aceita a privacidade

Copy link
Powered by Social Snap