Quando o seu nome ainda era Joanne Rowling e ela não era uma das mulheres mais ricas do planeta, a criadora de Harry Potter viveu dois anos no Porto. Um facto que é bem conhecido dos fanáticos pela saga literária que, se visitaram a cidade portuguesa, certamente fizeram um percurso temático para potterheads.

Fizeram parte das nossas fantasias e jogos de infância, por isso basta vermos um palácio para começarmos a sonhar. Há algo neles que nos atrai. Pode ser pela sua arquitetura maravilhosa, pelas florestas que os abrigam ou pelas lendas que guardam as suas altas torres.

Não é só no Carnaval que os caretos saem à rua. O Natal também é época para travessuras e na aldeia de Varge, na freguesia de Aveleda, no concelho de Bragança, não há Natal sem caretos e Festa dos Rapazes.

Portugal é um país de tradições e costumes bem enraizados na cultura do país. A época natalícia não é exceção e há inúmeros rituais que se mantêm bem vivos ano após ano. Há tradições que se repetem de norte a sul do país. Mas há também tradições típicas de determinadas regiões de Portugal e que apenas aí se podem vivenciar. Viaje connosco pelo país imbuído no espírito natalício e fique a conhecer as tradições mais curiosas e peculiares do Natal em Portugal.

Apesar de a tradição se manter e de haver figuras indispensáveis à representação do nascimento de Jesus em Belém, há vários presépios de norte a sul do país com características e detalhes especiais que os tornam únicos.

No dia 1 de dezembro celebra-se a Restauração da Independência, um acontecimento que ocorreu há quatro séculos. É feriado nacional em Portugal, mas será que sabemos tudo sobre o que aconteceu em 1640?

Chamam-lhe a “cidade branca” do Alentejo por causa da cor do casario, mas também devido às jazidas de mármore branco, que tornaram a cidade conhecida a nível internacional. Mas há algo que pinta a cidade de Estremoz de várias cores garridas e fortes. São os famosos bonecos de Estremoz.

Partindo de uma lenda milenar e mantendo uma tradição antiga, o magusto é uma festa popular muito celebrada em Portugal. Há rituais específicos de cada região, mas o essencial que não pode faltar são as castanhas, o vinho e muita música.

A história do Castro de S. Lourenço, localizado no Monte de S. Lourenço, em Vila Chã, no concelho de Esposende, tem as suas raízes no início do primeiro milénio a. C., como nos conta Ana Almeida, coordenadora do Centro Interpretativo de S. Lourenço.
12