Praia da Comporta. Por Ricardo Rocha

Uma hora é o tempo que separa Lisboa da Comporta, a antiga aldeia de pescadores e terra de arrozais que se transformou no paraíso hippie-chic das elites. Repleto de praias de areia branca e fina e águas azuis cristalinas, este é o destino de eleição de muitos e ilustres famosos.

A Comporta é um dos melhores destinos de férias para quem procura praias de extensos areais, águas límpidas e cristalinas e o glamour rustic-chic que parece saltar das páginas das mais conceituadas revistas de decoração internacionais. É que, nos últimos anos, esta antiga aldeia de pescadores e gentes do campo que trabalhavam maioritariamente nos vastos arrozais que embelezam a região, transformou-se numa das mais glamorosas vilas do país. As antigas cavalariças transformaram-se em restaurantes de luxo, as velhas lojas são agora montras das mais prestigiadas marcas de design e exclusivas peças de artesanato e as mais toscas cabanas de telhado de colmo, típicas da região, assumem agora a forma de requintadas e luxuosas habitações ou unidades de turismo.

A apenas uma hora de Lisboa, existem duas formas de chegar à Comporta para quem vem da capital. Pode sair rumo ao sul, em direção a Setúbal, e aí atravessar de ferryboat para Tróia e – se for esta a sua opção – não deixe de sair do carro durante a travessia e apreciar a belíssima vista das margens do rio e, com sorte, poderá até avistar a família de golfinhos residente no Sado que frequentemente se deixam avistar brincando nas ondas junto aos barcos que passam. A praia e a vila da Comporta ficam a poucos quilómetros de distância da zona de desembarque em Tróia. Se, por outro lado, preferir conduzir, pode optar pelo trajecto sempre por via terrestre que – apesar da distância ser maior – também vale pela paisagem que merece destaque. Depois de sair da auto-estrada, o trajecto atravessa uma reserva natural e pinhais praticamente virgens onde a areia já toma conta horizonte.

Por Majonit

Poucos quilómetros antes de chegar à vila da Comporta, não deixe de fazer uma paragem na aldeia piscatória da Carrasqueira e conhecer o mais emblemático cais. O Cais Palafítico da Carrasqueira foi construído para resolver o problema do acesso aos barcos durante a maré baixa, há mais de dois séculos. Como as margens baixas e cheias de lama do Sado dificultam o acesso às embarcações, a população local da pequena aldeia da Carrasqueira construíu um cais em madeira, com estacas toscas e um longo e belíssimo passadiço que já serviu de cenário a vários filmes e produções fotográficas e, que hoje, é das imagens mais “instagraváveis” da região. Trata-se do local ideal para assistir ao pôr do sol e depois maravilhar-se com um petisco de choco frito no restaurantes Rei do Choco, o mais famoso da aldeia.

Mais à frente, no centro da vila da Comporta, poderá apreciar a Casa da Cultura da Comporta, um enorme armazém totalmente remodelado onde – nos meses da época balnear – se concentram feiras, exposições, arte e cultura. Um conjunto de stands de artesanato reúne o que de mais original se faz na região, desde roupa, biquinis exclusivos, bijutaria, peças de artesanato local, doces caseiros e vinhos e azeites, entre outros. Mesmo em frente, na antiga Padaria da Comporta, para além de algumas lojas cool, vintage e hippies, – com destaque para a TM Collection, a Coté Sud, ou a Rice – encontra também um original bar, o Colmo, onde se pode deliciar com saudáveis pequenos-almoços ou um petisco e uma refrescante bebida ao final da tarde.

Mas o charme da Comporta não se esgota no “centrinho” da vila. As praias são, sem dúvida, o cartão de visita desta região. Comporta, Carvalhal, Pego, Aberta Nova e Praia da Torre são as principais praias da zona. A praia da Comporta está inserida nos limites da Reserva Natural do Estuário do Sado, o que lhe permite preservar toda a sua beleza natural. O areal está repleto de toldos, camas de rede e pufs coloridos e tem o apoio do Comporta Café para uma refrescante sangria ou um almoço de peixe fresco. Se ficar para jantar, não deixe de conhecer o Museu do Arroz e provar as suas especialidades. Mesmo ao lado, aproveite para conhecer a Adega da Herdade da Comporta e fazer uma prova dos seus maravilhosos vinhos.

Por Ricardo Rocha

Seguem-se as praias do Pego e do Carvalhal, as mais procuradas pelas elites nacionais e internacionais. Mar sereno, água azul turquesa, areal espaçoso e dunas de areia branca são sinónimo de tranquilidade e inesquecíveis dias de praia. Do lado do Pego encontra o famoso restaurante Sal, o mais elitista da região. É aqui que, por exemplo, Madonna se refugia para almoçar depois dos famosos passeios a cavalo pelos areais. Do outro lado, no Carvalhal, encontra-se o Dinis, menos pretensioso mas com uma vasta oferta de peixes e mariscos igualmente frescos.

A praia da Torre, na localidade com o mesmo nome, é um paraíso deserto ideal para quem não quer ser visto e pretende apenas desfrutar de um belo dia de praia. A praia da Aberta Nova é a imagem da natureza no seu estado puro. Apesar de ter uma zona de toldos, tem muito menos gente e basta afastar-se uns metros para se sentir sozinho num extenso e lindíssimo areal. O Bar dos Tigres é o local ideal para assistir ao pôr-do-sol. Há um conselho inestimável sobre a região até porque – com tanta coisa excepcional – nunca há “bela sem senão”. Se viajar até à região da Comporta e pretender ficar até ao final do dia, não dispense um bom repelente de mosquitos.

Tanta beleza natural não tem passado despercebida às mais prestigiadas revistas de viagens do mundo. A Condé Naste elege a zona como “o melhor segredo de praia”, enquanto o New York Times colocou a Comporta num dos destinos a conhecer e num honroso 25º lugar numa lista dos 52 melhores locais. Já o restaurante Sal, na Praia do Pego, foi eleito o melhor bar de praia do mundo pela revista Traveler.

Por Inacio Pires

Todo este mediatismo não tem sido indiferente aos famosos que nos habituámos a ver nas revistas internacionais como frequentadores de paragens paradisíacas pelo mundo. Há já alguns aos que muitos deles não resistem a esta herdade alentejana e alguns já têm casa na região. Christian Louboutin, Philip Starck e a família real do Mónaco são alguns dos habitués da zona que procuram o refúgio da Comporta para intervalar com a vida agitada de grandes cidades como Paris, Mónaco, Londres ou Nova Iorque.

A Comporta é um daqueles lugares mágicos onde o tempo tem outro ritmo, onde a agitação se resume à cor da bandeira que reflecte o estado do mar ou à escolha difícil sobre que cocktail tomar ao pôr-do-sol e onde a luminosidade e clima excepcionais são a receita perfeita para recarregar energias para o resto do ano.

Casas de campo em Setúbal

Um Comentário publicado

  1. Susana
    Publicado 30 Maio 2019 em 9:15

    Vale a pena passar pela praia Atlântica !
    Uma praia de águas cristalinas e areia muito fina, premiada com algumas belas conchas… nos longos e extensos areais a perder de vista.
    Sugestão:
    Fique na Casa das Dunas, rodeada por jardins e piscina a escassos 50 metros desta maravilha!

Publique um comentário

* Estão marcados os campos obrigatórios.