Por MiguelG.

Está aberto desde fevereiro de 2018 aquele que é o maior museu ao ar livre de Portugal e um dos maiores parques temáticos de dinossauros da Europa. Está localizado na Lourinhã, uma vila a pouco mais de 60 quilómetros acima de Lisboa. E a abertura deste parque nesta vila pitoresca não é por acaso. A Lourinhã é reconhecida como um local de especial interesse a nível mundial na pesquisa destes antigos gigantes. Mas já lá vamos.

O Dino Parque proporciona uma verdadeira viagem ao passado de milhões de anos, permitindo aos visitantes ‘conviver’ com 120 modelos de dinossauros à escala real, cada um deles com informação específica sobre a época em que viveram, o tipo de alimentação, locais geográficos que habitaram, etc.. Tudo por entre a vegetação típica da região e adornado por uns rugidos assustadores que, por vezes, se fazem soar pelo parque.

Por MiguelG.

A visita é feita a pé através de quatro percursos distintos: Devoniano, Triássico, Jurássico e Cretáceo. Pode até levar o seu cão, desde que com trela. Por entre estes percursos, mesas e bancos de madeira convidam ao descanso e ao piquenique junto destes gigantes do passado.

Os modelos de dinossauros expostos no parque são construídos com o maior rigor científico, à escala real e de acordo com as últimas descobertas feitas pelos paleontólogos, em estreita cooperação e coordenação com cientistas de todo o mundo. E pode tocar-lhes…

Por MiguelG.

Podem ser observados não só os mais famosos dinossauros do mundo, como o Triceratops, o Stegosaurus e o grande o Tyrannosaurus rex, o mais famoso de todos os predadores, mas também dinossauros descobertos na Lourinhã, como o Torvossauros gurneyi, o Lourinhasauros ou o Supersaurus.

Além dos percursos ao ar livre por entre estas dezenas de dinossauros, o Parque dos Dinossauros da Lourinhã conta ainda com um núcleo museológico onde se podem conhecer os achados de dinossauros provenientes da região e um laboratório onde os visitantes podem observar, ao vivo, a preparação de fósseis por verdadeiros paleontólogos.

Por MiguelG.

Especialmente para os mais pequenos, no Pavilhão das Atividades, é possível experimentar algumas práticas relacionadas com a paleontologia, como a raspagem e descoberta de fósseis em pedras ou a escavação em bancos de areia.

O parque veio assim contribuir para afirmar a Lourinhã e Portugal no campo da paleontologia a nível mundial. Já havia esse reconhecimento ao nível académico e científico, mas com o parque passa a ser do conhecimento geral. E o que tem de especial a Lourinhã neste campo do passado?

Os dinossauros andaram (e muito) pela Lourinhã

Por MiguelG.

Esta é uma das regiões mais ricas em fósseis de dinossauros da Europa, tendo-se encontrado mais de uma dezena de espécies únicas do mundo. As arribas do Jurássico Superior preservaram centenas de achados com 150 milhões de anos que agora estão expostos no Dino Parque.

Por MiguelG.

Nestas terras, foram também encontrados ovos, que são dos vestígios mais difíceis de preservar e um dos achados fósseis mais raros. Aqui foram encontrados não um, mas diversos locais de postura destes gigantes que eram os dinossauros. Mas concretamente, em 1993, foi encontrado o que seria na altura um dos maiores ninhos de dinossauros do Jurássico e, ainda por cima, o que continha alguns dos mais antigos ossos de embrião do mundo. Eram ovos de Lourinhanosaurus e é precisamente parte deste ninho que se pode ver exposto no Dino Parque. Vinte anos depois, em 2013, outros ovos são descobertos com embriões, desta vez de Torvosaurus gurneyi, o maior predador terrestre do Jurássico. Estes ovos, e a sua história, estão também à espera de serem descobertos na exposição do Dino Parque.

A Lourinhã dá também nome a dois gigantes do passado, os chamados ‘dinossauros portugueses’: o Lourinhasaurus e o Lourinhanosaurus.

O Lourinhasaurus é o maior modelo do Dino Parque, com 23 metros de comprimento e cinco toneladas. Este dinossauro habitava a Península no Jurássico Superior, há cerca de 150 milhões de anos. Tem aspeto de um saurópode típico: pescoço e cauda comprida, cabeça pequena e quatro patas robustas.

Por MiguelG.

O Lourinhanosaurus é um dos carnívoros mais completos de Portugal e a imagem de marca da Lourinhã. É o dinossauro a que estão associados o ninho de ovos de Paimogo, que contém vestígios de embriões, extremamente raros no mundo considerando que estamos a falar do Jurássico Superior com 150 milhões de anos.

Os ovos, os fósseis e os dois dinossauros com nome desta vila catapultaram a Lourinhã para o reconhecimento científico mundial e apelidaram-na de Capital dos Dinossauros. Agora, o parque leva este conhecimento a todos, de uma forma lúdica e em tamanho real, especialmente às crianças que adoram o mundo dos dinossauros. Uma ideia para próxima viagem?

Casas de campo em Lourinhã

Publique um comentário

* Estão marcados os campos obrigatórios.