Moinhos de Jancido

Por Moinhos de Jancido

Desde 2017 que as tardes de sábado de Paulo Campos estão reservadas para a recuperação dos moinhos de Jancido, um lugar da freguesia de Foz do Sousa, no concelho de Gondomar. Juntamente com quatro amigos de longa data, Paulo meteu mãos à obra com o objetivo de devolver à sua terra um paraíso há muito escondido debaixo de vegetação impenetrável.

Tudo começou quando o grupo de amigos pertencia à comissão de festas em honra de Santo Ovídio e decidiu criar iniciativas para angariar fundos para realizar a festa. Uma das atividades promovidas pelo grupo foram as caminhadas pela zona. No entanto, era necessário limpar o mato do terreno e foi então que o grupo se deparou com algo que lhes era familiar, mas que haviam esquecido: os moinhos que ali jaziam.

“Começámos a limpar daquela vez e depois fomos limpando, limpando, limpando. Começámos aí e agora onde vamos acabar não sabemos”, explica Paulo Campos. “Nós costumamos dizer em tom de brincadeira que é o nosso ginásio ao fim de semana”, graceja.

Moinhos de Jancido

Por Moinhos de Jancido

A verdade é que este ginásio improvisado tem dado frutos e já conseguiram realizar projetos que muitos prometeram, mas nunca conseguiram levar avante, como é o caso do percurso pedestre.

O Trilho dos Moinhos de Jancido já está certificado pela Federação Portuguesa de Montanhismo e registado nos recursos web dos caminhantes e outros amantes do desporto de natureza. São seis quilómetros, servidos por dois parques de estacionamento, também criados pelo grupo de voluntários, que acompanham o leito do rio Sousa.

Já renasceram oito moinhos em Jancido

Moinhos de Jancido

Por Moinhos de Jancido

Até ao momento, o grupo já conseguiu recuperar oito moinhos que estavam partidos e bastante degradados. O primeiro passo foi obter o consentimento dos proprietários dos moinhos. “Nós conhecemos os proprietários, que também são da terra, falamos com eles e todos aderiram, todos colaboraram”, disse Paulo Campos.

Hoje em dia, os oito moinhos de água constituem um núcleo interpretativo e podem ser visitados todos de seguida, passando por uma escadaria de pedra construída de raiz pelo grupo de amigos de Jancido.

Moinhos de Jancido

Por Moinhos de Jancido

Reerguer paredes, reconstruir telhados e recriar as mós – muitas delas tinham sido roubadas – foram tarefas que ocuparam, até à data, mais de 2000 horas de trabalho aos voluntários.

Tudo o que conseguiram construir e reconstruir até agora foi fruto do suor destes cinco homens que rejeitam qualquer apoio monetário, apenas recebem ajudas materiais. “Propuseram-nos fundar uma associação para nos dar apoio, mas nós não queremos”, esclarece Paulo Campos.

A ajuda chega sob várias formas e de todos os lados, desde a Junta de Freguesia até à Câmara Municipal, passando por empresas da região que disponibilizam o material necessário. A população também ajuda fornecendo o lanche a estes heróis da terra.

Projetos do grupo vão para além da recuperação dos moinhos

Moinhos de Jancido

Por Moinhos de Jancido

Com o apoio de amigos que cederam trabalho e materiais, o grupo lançou-se no enorme desafio de construir uma ponte de metal e piso de espesso contraplacado sobre o rio Sousa, substituindo a antiga ponte da linha de Midões que ruiu. “Construímos essa ponte de um valor muito alto, nós fizemos a custo zero”, afirma Paulo. A ponte permitiu ligar Jancido a Gens, criando mais três quilómetros de trilho. Hoje, há quem corra, caminhe e ande de bicicleta por ali.

O Trilho dos Moinhos de Jancido coincide com o traçado da antiga linha férrea por onde era transportado o carvão extraído das minas de Midões até à foz do Sousa, passando pelas aldeias de Gens, Jancido, Compostela e Sousa, sendo depois levado de barco até ao Porto.

Outro dos projetos do grupo é a criação de um trilho de 300 metros que recria os carris por onde circulava a zorra e as suas vagonetes, o veículo que transportava o carvão.

Moinhos de Jancido

Por Moinhos de Jancido

O grupo de amigos de Jancido tem-se também preocupado com a flora e a fauna autóctones. Nesse sentido, já foram plantadas quase 500 novas árvores e arbustos da flora portuguesa e foram ainda criados nichos propícios à fauna, como charcas para as rãs.

Casas de campo em Gondomar

Publique um comentário

* Estão marcados os campos obrigatórios.