Magazine Natureza Lagoa de Óbidos, a maior lagoa de água salgada de Portugal

Lagoa de Óbidos, a maior lagoa de água salgada de Portugal

Lagoa de Óbidos
Lagoa de Óbidos. Por Dipl. Ing. Guido Grassow

Nem tudo em Óbidos gira à volta do imponente castelo e respetivas muralhas, que atraem todos os anos milhares de turistas. Do castelo, na vila medieval, até à Lagoa de Óbidos distam apenas cerca de 20 minutos de carro. Há até relatos que dão conta que, antigamente, a lagoa alcançava o sopé da colina onde hoje se ergue a vila de Óbidos, banhando os muros do castelo do lado poente. Se estiver de visita à região, vale a pena reservar umas horas para conhecer o sistema lagunar costeiro mais extenso da costa portuguesa.

Parte também do concelho das Caldas da Rainha, a Lagoa de Óbidos situa-se numa depressão pouco profunda – cerca de dois metros em média -, de contornos irregulares e muito instáveis junto ao mar. A barreira natural de separação do ambiente marinho é formada por um cordão de dunas litorais.

A sua ligação ao mar é feita através de um canal de largura e posicionamento variável, localmente designado por “aberta”. Por vezes, este local de transição fecha, sendo necessário recorrer a intervenções com o objetivo de manter a barra aberta.

Lagoa de Óbidos
Por Vitor Oliveira

Com uma área total aproximada de 6.9 km², este é um sistema lagunar de enorme importância ecológica, uma vez que apresenta uma grande biodiversidade de ecossistemas de fauna e flora, mas também de avifauna, com várias espécies migratórias, que convidam à prática de birdwatching

Estende-se para montante essencialmente por dois canais, para Oeste pelo Braço do Bom Sucesso, e para Este pelo Braço da Barrosa. Do lado Sul encontra-se a Poça do Vau e do lado Oeste está ligada à Poça das Ferrarias.

De uma forma natural, a Lagoa de Óbidos, tal como as lagoas costeiras, a médio ou longo prazo, transformar-se-ia num pântano, se o seu regime sedimentar se mantivesse. No entanto, a intervenção humana acelera o processo de assoreamento através das constantes alterações que provoca nas bacias hidrográficas que conduzem a uma maior produção de sedimentos. Por outro lado, a população tenta inverter a situação ao intervir através de dragagens efetuadas com o objetivo de aumentar a profundidade do sistema, prolongando, deste modo, a vida destes meios aquáticos.

Foz do Arelho
Praia da Foz do Arelho. Por Vitor Oliveira

Do lado Norte da lagoa encontra uma das praias mais procuradas da região Oeste, a bonita praia da Foz do Arelho. Este é um lugar perfeito para ir com crianças porque, num só local, encontra a tranquilidade da lagoa, onde podem brincar à vontade e se podem praticar atividades como passeio em gaivotas, stand up paddle e windsurf e, em contraste, a praia aberta para o mar.

Na Foz do Arelho aproveite para fazer um passeio pelas arribas e desfrutar de uma panorâmica incrível sobre o mar. As arribas da Foz do Arelho têm passadiços em madeira, que permitem passeios em segurança no meio da vegetação e junto à falésia.

Lagoa de Óbidos

Artigos relacionados

Faça um comentário

Ao clicar em ENVIAR aceita a privacidade

Copy link
Powered by Social Snap