Baloiço do Trevim

Baloiço do Trevim. Por Martinho Henriques

Está muito enganado se pensa que os baloiços são coisas de crianças. Há uma nova moda em Portugal que leva os apaixonados pela fotografia perfeita a percorrem quilómetros para terem as melhores vistas do país enquanto balançam ao som da natureza. Há cada vez mais baloiços de madeira panorâmicos espalhados por Portugal que tornam qualquer fotografia partilhada nos redes sociais num autêntico sucesso, sem sequer precisar de filtros.

Grande parte dos baloiços ficam localizados no alto de montanhas fazendo com que a paisagem seja realmente avassaladora. Descubra connosco alguns dos lugares para baloiçar ao ritmo do vento.

Baloiço do Trevim

Baloiço do Trevim

Por Rodrigo Orta

A 1200 metros de altitude e com uma paisagem espetacular sobre a Serra da Lousã fica o baloiço do Trevim, precisamente no ponto mais alto da serra – o Alto de Trevim. O baloiço foi construído pelo projeto Isto é Lousã, uma iniciativa pensada por um grupo de jovens com o objetivo mostrar o melhor da região da Lousã. Sente-se no baloiço, respire o ar puro e não se esqueça de tirar a fotografia perfeita. Se for ao pôr-do-sol, o momento será ainda mais mágico.

Baloiço do Burgo

Baloiço do Burgo

Por Carolina Leitão

Se não gosta de alturas, então este baloiço poderá ser uma boa opção para si. O baloiço do Burgo também faz parte do projeto Isto é Lousã e situa-se nas piscinas da Nossa Senhora da Piedade ou do Burgo, na localidade com o mesmo nome. Este baloiço é diferente e especial porque fica sobre a água, num ambiente tranquilo e etéreo, perfeito para tirar fotografias.

O baloiço do Burgo só está disponível entre julho e outubro ou novembro, altura de menor caudal da ribeira, para não colocar em perigo a segurança de quem o visita.

Baloiço do Seminário Maior de Coimbra

baloiço seminário maior de coimbra

Por Paulo Assis

Outro dos lugares que também já é um sucesso no Instagram é o baloiço que fica por trás do Seminário Maior de Coimbra. Não existe sinalização a indicar o local exato, mas basta contornar o edifício para chegar ao baloiço com lugar para duas pessoas, com uma paisagem magnífica sobre o rio Mondego que serpenteia pela cidade ao fundo.

O lugar é tranquilo e até passa despercebido a quem não souber na existência do baloiço, por isso é perfeito para um momento de relaxamento e contemplação.

Baloiço do Talegre

baloiço do talegre

Por João Gonçalves

Os famosos baloiços da Serra da Lousã inspiraram um grupo de seis jovens a replicarem a ideia na sua terra, a aldeia de Alburitel, no concelho de Ourém. O baloiço do Talegre – Talegre é um marco geodésico no cimo da serra – foi inaugurado a 16 de maio de 2020 e, desde então, têm sido vários os curiosos que passam pelo local e aproveitam uns minutos para relaxar e apreciar a bela vista sobre a serra de Alburitel. Além do baloiço, quem por ali passar poderá percorrer os vários trilhos que existem na serra, preparados também pelo mesmo grupo de jovens.

Baloiço Moldes-Arouca

baloiço moldes-arouca

Por José Manuel Martins

Não há muito a dizer sobre a nova atração turística do concelho de Arouca. O baloiço Moldes-Arouca situa-se no Parque de Merendas da Palma, no lugar de Fuste, na freguesia de Moldes. O melhor mesmo é visitar o local e confirmar por si a beleza da paisagem.

Baloiço de São Gens

Baloiço de São Gens

Por Adriana Matos

Basta dizer que desde este baloiço terá uma vista panorâmica sobre Castelo de Paiva e o Douro para o convencermos a visitar o local e ter uma experiência agradável. O baloiço de São Gens situa-se na serra que lhe deu o nome, na freguesia de Santa Maria de Sardoura, em Castelo de Paiva. Este lugar tem-se tornado muito conhecido e, por vezes, até já se formam filas para andar no baloiço e tirar aquela fotografia para fazer sucesso nas redes sociais.

Baloiço de Penedros da Cabeça

Baloiço de Penedros da Cabeça

Por Vítor Cardoso

Foi também o baloiço do Trevim que inspirou Daniel Filipe Santos a construir o baloiço de Penedros da Cabeça, na freguesia de Lamas de Ferreira de Aves, no distrito de Viseu. O jovem de 23 anos começou a construir o baloiço durante a pandemia do coronavírus e tem como objetivo atrair pessoas à sua terra natal e dar a conhecer as bonitas paisagens.

O lugar onde está o baloiço chama-se Penedros da Cabeça porque à sua volta estão espalhadas várias cabeças de pedra que também vale a pena conhecer, como a Cabeça do Mudo, Cabeça do Cego, Cabeça do Homem, Cabeça do Camaleão e do Dragão.

Publique um comentário

* Estão marcados os campos obrigatórios.