Dino Parque. Por MiguelG

Leões, girafas, crocodilos, tubarões e… dinossauros! O mundo dos animais desde sempre que fascina as crianças. E nada melhor do que uma visita a um destes parques para lhes mostrar as maravilhas da natureza, para que conheçam e respeitem todas as criaturas que pisam o nosso planeta (ou pisaram). De Norte a Sul do país, damos-lhe a conhecer alguns dos principais centros de conhecimento da vida animal em Portugal.

Jardim Zoológico de Lisboa

Por Juntas

A casa de animais mais famosa e antiga de Portugal foi inaugurada em 1884, tendo na altura sido o primeiro parque com fauna e flora da Península Ibérica. Por lá encontra quase todo o tipo de animais: anfíbios, peixes, aves, mamíferos e répteis. Desde a anaconda amarela à girafa de Angola, passando pelo hipopótamo pigmeu e pelos leões, ou pelos golfinhos e pelas araras, os mais conhecidos animais selvagens estão aqui representados. Mas não só. O Zoo de Lisboa, além de representar a natureza, tem uma missão de conservação, reprodução e reintrodução de espécies em vias de extinção, através da investigação científica e de programas de enriquecimento ambiental.

Badoca Safari Park

Por Claudia Borralho

Localizado em Vila Nova de Santo André, Grândola, este parque possui animais em liberdade, numa área com 45 hectares. Permite, além de ver de perto animais selvagens como as zebras, cangurus, aves de rapina, búfalos e girafas, entre muitos outros, participar em algumas atividades, como o rafting africano, um safari com explicação de guia ou fazer um passeio pedestre para trazer ainda mais emoção a um dia passado entre os animais selvagens e alguns domésticos. Mas os mais afortunados poderão ainda conseguir experiências ainda mais próximas dos animais. Podem, por exemplo, partir num jipe privado ao encontro da manada de girafas. Acompanhados por um tratador, podem entrar num abrigo com mais de 10 metros de altura, interagir e alimentar estes animais. Mas há muito mais para descobrir neste parque em pleno Alentejo.

Monte Selvagem

Por MiguelG

Também em pleno Alentejo, 20 hectares na zona de Montemor-o-Novo dão guarita a cerca de 350 animais selvagens e domésticos.  Burros, cangurus, esquilos, guaxinins, javalis, tartarugas, crocodilos, lémures, iguanas, vários tipos de macacos e suricatas são alguns dos habitantes. Num espaço denominado ‘Quintinha’, é permitido aos visitantes entrar e alimentar animais como cabras, ovelhas, coelhos, galinhas e perus. Para além dos animais que pode conhecer e até alimentar, há ainda várias zonas de lazer e brincadeira para os mais pequenos, com slides, baloiços e escorregas espalhados por toda a área. O ponto alto é o passeio de trator que atravessa o espaço de habitação de alguns animais. Podem correr ao seu lado avestruzes, zebras ou gnus. É uma emoção.

Oceanário de Lisboa

Por MiguelG

Aberto desde 1998, desde a Exposição Mundial de Lisboa, este é um aquário público de referência em Portugal e no mundo, recebendo anualmente cerca de um milhão de pessoas, o que faz dele o equipamento cultural mais visitado de Portugal. A visita faz-se por quatro habitats marinhos que recriam vários ambientes distintos da natureza. O percurso desenrola-se em dois níveis, o terrestre e o subaquático, atravessando as águas temperadas, tropicais e frias dos diferentes oceanos do planeta, onde se podem ver os respetivos animais. Um grande aquário central, com cinco milhões de litros de água salgada, alberga tubarões, raias, tartarugas e muitos outros animais marinhos. Para além da enorme mostra da vida marinha, vários programas de reprodução e conservação da vida dos oceanos também visam preservar a vital saúde do meio aquático.

Sea Life Porto

Por José Conçalves

Em plena foz do rio Douro, 400 espécies de animais marinhos encontram aqui a sua casa, desde as que habitam o rio Douro às que preferem a turbulência da foz, passando pelas que vivem no Oceano Atlântico ou pelas que sobrevivem nas águas tropicais. Numa visita, é possível conhecer espécies marinhas e de água doce que aqui se mostram em 31 aquários. Tubarões, tartarugas, cavalos-marinhos, estrelas do mar, carpas, trutas, bogas, camarões e muito mais mostram-se no único aquário em Portugal que tem um túnel subaquático. Uma das maiores atrações deste aquário tem mais de 500.000 litros de água, permitindo uma visão da vida marinha de uma perspetiva fantástica e levando os visitantes a sentir-se parte do mundo marinho. Olhe para cima. Pode estar um tubarão a passar por si.

Fluviário de Mora

Por Paulo Juntas

Diferente dos anteriores, este aquário alberga apenas peixes de água doce. Aberto desde 2007, na vila alentejana de Mora, mostra algumas das espécies dulciaquícolas de Portugal, Península Ibérica, e também da bacia hidrográfica do rio Amazonas e dos grandes lagos africanos do vale do Rift. Com a água doce como tema transversal a diversas áreas de conhecimento e culturas, a visita a este aquário é um local de sensibilização para cuidarmos desses ecossistemas que albergam uma enorme diversidade, apesar de a água doce disponível em estado líquido à superfície constituir somente 0,01% de toda a água do planeta Terra. Pode aqui ver de perto ‘monstros do rio’, como a carpa e o esturjão, ou a perigosa piranha no ambiente tropical. É na Sala de Aula, situada entre a Sala Saramugo e os Habitats Exóticos, que decorrem muitas das atividades do Fluviário de Mora. Pode observar-se, através de microscópio, mais do mundo marinho ou ver a evolução da truta, desde os ovos aos juvenis.

Dino Parque

Por MiguelG

Diferente dos outros parques, mas muito apelativo é o parque temático dedicado aos dinossauros inaugurado na Lourinhã em 2018. Este que é o maior museu ao ar livre em Portugal permite observação de mais de 180 modelos de espécies de dinossauros à escala real e cientificamente comprovados, divididos pelos quatro mais importantes períodos da história da terra e da evolução da vida e ainda conhecer de perto alguns dos monstros marinhos que habitaram a terra. Esta vila localizada a 60 km acima de Lisboa dá nome a dois gigantes do passado: o Lourinhanosaurus e o Lourinhasaurus. O Lourinhasaurus é o maior modelo do Dino Parque, com 23 metros de comprimento e cinco toneladas. Este dinossauro habitava a Península no Jurássico Superior, há cerca de 150 milhões de anos. O Lourinhanosaurus é um dos carnívoros mais completos de Portugal e a imagem de marca da Lourinhã. É o dinossauro a que estão associados o ninho de ovos de Paimogo, que contém vestígios de embriões extremamente raros no mundo. Mas há muito mais para aprender sobre dinossauros e sobre a sua expressiva presença no território que hoje é Portugal.

Publique um comentário

* Estão marcados os campos obrigatórios.