Almeida: Palco de lutas e vitórias

Sofia

Fonte:F H Mira

A vila de Almeida é hoje um lugar tranquilo nas proximidades da fronteira entre Portugal e Espanha, rodeada por uma paisagem bucólica e repleta de natureza e de um vista incrível a partir do seu planalto. A vila está rodeada por um polígono defensivo de forma hexagonal com muralhas que constituem um raro exemplar da arquitetura militar (vista do ar parece uma estrela irregular de 12 pontas) e foi palco de momentos cruciais da história de Portugal.

Almeida é um dos grandes exemplares de fortificação abaluartada ainda existente em Portugal. A vila assistiu diversas lutas ao longo dos séculos, destacando-se as Guerras da Restauração, no século XVII, e as Invasões Francesas no século XIX. Continuar a ler …

São Miguel: cenário de deslumbrante beleza natural

Sofia

Fonte: Ann

A ilha de São Miguel é a maior ilha do arquipélago dos Açores. De origem vulcânica, é famosa pela sua densa e abundante natureza e também  conhecida como a ilha mais populosa do arquipélago. Para os amantes da natureza e de paisagens de parar a respiração, a ilha de São Miguel é um local de passagem obrigatória.

Com um clima favorável e de baixa amplitude térmica, é mais procurada no Verão, mas durante todo a ano oferece um clima mais agradável do que o do continente. E favorece a prática de desporto de aventura e natureza, assim como, o turismo contemplativo. Continuar a ler …

Óbidos: uma viagem nos tempos medievais

Sofia

A vila de Óbidos guarda nas suas muralhas séculos de história, de um castelo que em 1282 foi oferecido por D. Dinis à sua noiva Isabel. De origem medieval, possui vasto património arquitetónico religioso e a presença de monumentos históricos deslumbrantes.

A vila permaneceu propriedade de várias rainhas de Portugal até ao séculoXIX, talvez por isso seja ainda hoje uma das mais bem preservadas da Europa. E um dos destinos mais visitados em Portugal. Continuar a ler …

Viseu: a perfeita combinação de natureza, história e gastronomia.

Sofia

A cidade de Viseu é uma cidade medieval localizada sobre um planalto, região se onde erguem montanhas com uma vista espetacular das suas redondezas. A área é conhecida pelos seus pinhais e abundante natureza. É admirada pela sua excelente qualidade de vida, inclusive foi eleita pela DECO a 17ª melhor cidade europeia para se viver e ocupa o 1º lugar nacional.

Por ser de origem medieval, o centro histórico de Viseu, é um labirinto de becos e ruelas que respiram história e remontam à antiga nobreza da cidade. Casas nobres e monumentos históricos, como a Cava do Viriato e a Muralha Romana, que protegiam a cidade, e a belíssima Catedral da Sé, famosa pelo seu estilo gótico combinado com outros estilos arquitetónicos acrescentados ao longo dos anos, são paragens obrigatórias.

Continuar a ler …

Braga: Um paraíso natural de essência urbana

Sofia

O distrito de Braga é considerado o coração do Minho, possui um cenário densamente arborizado, que contempla serras e vales repletos de lindas paisagens verdejantes e naturais. Além disso, a cidade de Braga é conhecida pela sua diversidade cultural e tradições, foi nomeada Capital Europeia da Juventude em 2012, pelo Fórum Europeu da Juventude.

No centro histórico, é possível contemplar seu imponente acervo histórico e monumental. Braga possui um dos principais centros religioso de Portugal. Amplamente reconhecido por igrejas de arquitetura barroca, arquitetura milenar e ainda, por jardins e parques incríveis.  Continuar a ler …

Mata do Buçaco: Reserve um dia para estar com a natureza

Sofia

A história conhecida da mata do Buçaco remonta ao século II, em que se pensa que o local tenha servido de refúgio para os primeiros cristãos. Quatro séculos depois, abrigou os Beneditos fundaram aí o mosteiro de Vacariça e em 1810 serviu de palco à batalha do Buçaco, onde os portugueses e os seus aliados ingleses lutaram contra as tropas de Napoleão.

Caminhar no Trilho de Água da Mata do Buçaco permite-lhe não só beber água fresca directamente do nascente como recuperar energias num ambiente de perfeita comunhão com a natureza. O percurso é circular, a Pequena Rota tem 13 km, mas existe um caminho alternativo de apenas 4 km. Continuar a ler …

Lousã: um refúgio no meio da natureza

Sofia

Fonte: Rui Silva

A Serra da Lousã é um dos recantos mais especiais de Portugal. Se quiser passar uns dias de descanso rodeado de verde e a ouvir apenas o barulho dos animais, não pense duas vezes e renda-se aos encantos escondidos deste pequeno paraíso perto de Coimbra.

As piscinas naturais, que ficam a cerca de três quilómetros da vila da Lousã, são um dos locais obrigatórios. As águas são gélidas poderão ser um entrave, mas se a temperatura ajudar, não se irá arrepender de mergulhar. Continuar a ler …

Lagos longe da confusão de Agosto

Sofia

Agora que a confusão de Agosto é já uma miragem e o calor ainda se mantém, fazer uma visita ao Algarve pode ser uma óptima forma de passar um fim-de-semana. Sugerimos-lhe Lagos,  uma das cidades mais pitorescas da região e que maior oferta tem para o turismo devido à grande quantidade de praias, bares, hotéis e restaurantes.

Odiáxere – a vila pitoresca que possui uma das mais bonitas vistas sobre a baía de Lagos, a Barragem da Bravura – onde poderá desfrutar de uma tranquilidade rara e apreciar a vista do miradouro e a Ponta da Piedade – uma formação rochosa de grandes dimensões escavada pelo mar, são alguns dos pontos obrigatórios. Continuar a ler …

Visite a cidade dos ovos moles

Sofia

Não será por acaso que Aveiro é conhecida como a Veneza de Portugal. Situada na região do Baixo Vouga, a ria de Aveiro irrompe pela cidade numa extensão de quase 25 km. Graças aos coloridos moliceiros (os barcos que se deslocam na ria e nos quais poderá dar um passeio) e aos edifícios cor pastel em estilo Arte Nova, Aveiro reúne preferências quando o objectivo é passar férias ou um fim-de-semana prolongado.

O Mercado do Peixe – que abriga alguns dos melhores restaurantes de marisco de Aveiro – , a Igreja da Misericórdia, o Convento de Jesus e o Museu da Vista Alegre são alguns dos pontos que não pode deixar de visitar. Continuar a ler …

A Zambujeira pode ser ainda melhor sem o Sudoeste

Sofia

A Zambujeira do Mar é conhecida por receber o Festival do Sudoeste no início do mês de Agosto. Nesta altura, jovens de todo o país reúnem-se na vila piscatória alentejana não só para ouvir música, mas também para irem à praia, comerem bem  e passarem uns dias de total descontracção.

Perdeu este evento? Então, temos uma boa notícia para si: A melhor altura para visitar a Zambujeira  e conhecer a vila é mesmo quando este tem menos gente. Os preços dos restaurantes – que se confundem facilmente com paraísos gastronómicos –  baixam para metade e a menor afluência à praia faz com que possa apreciar mais tranquilamente a belíssima paisagem da região.

Continuar a ler …