Por cristovao31

Em 2016 venceram o prémio de projeto turístico mais inovador da Europa nos World Travel Awards, considerados os Óscares do Turismo a nível mundial. Em 2017 foram distinguidos novamente como o “Melhor Projeto de Desenvolvimento Turístico da Europa”, numa cerimónia que decorreu em São Petersburgo, na Rússia. Já em 2018 conseguiram o mesmo feito na Grécia e ainda levaram para casa também o prémio de “Melhor Atração Europeia de Turismo de Aventura”. Este ano, desta vez a jogar em “casa”, receberam a mesma distinção nos World Travel Awards pelo quarto ano consecutivo, que decorreram na ilha da Madeira.

Estes são prémios que ajudam à divulgação dos Passadiços do Paiva em Portugal e pelo mundo, mas a verdade é que a beleza dos passadiços ultrapassa qualquer prémio e distinção. Aqueles que são considerados o Cristiano Ronaldo dos passadiços e que foram os pioneiros em Portugal de uma moda que fez multiplicar o número de construções deste género no país, abriram em 2015.

Por Joseolgon

Com cerca de 8,7 km de extensão, os Passadiços do Paiva localizam-se na margem esquerda do rio Paiva, no concelho de Arouca, distrito de Aveiro. Percorrer toda a rota que separa a ponte de Espiunca e a praia fluvial do Areinho é mergulhar numa paisagem de beleza ímpar esculpida pela natureza. Este é um autêntico santuário natural que inclui descidas de águas bravas, cristais de quartzo e espécies em vias de extinção na Europa.

São cerca de 2h30 de subidas e descidas acentuadas que exigem alguma resistência física mas que será uma viagem imperdível pela biologia, geologia e arqueologia que irá certamente marcar qualquer apaixonado pela natureza.

A caminhada pode começar em qualquer uma das extremidades dos passadiços de madeira, ou a meio, no Vau, embora o esforço físico seja menor partindo da praia fluvial do Areinho.

Por Joseolgon

Os Passadiços abarcam a área conhecida como Garganta do Paiva, um dos elementos do Arouca Geopark, reconhecido pela UNESCO como Património Geológico da Humanidade. Esta área define-se como o troço em que o rio se encaixa em canhão no granito de Alvarenga.

Numa tarde quente de verão, pare uns minutos para se refrescar numa das praias fluviais que encontrará pelo caminho, como a praia fluvial do Vau que se encontra mais ou menos a meio do percurso. Logo a seguir, se começar a caminhada por Espiunca, irá encontrar a cascata das Aguieiras que pode observar a partir do miradouro integrado nos Passadiços.

Desde este miradouro é ainda possível observar o cabeço rochoso onde se encontra implantado o “Castelo de Carvalhais”, um castelo roqueiro da época da Reconquista (século IX-XII), um pequeno forte defensivo e estrategicamente posicionado para controlar a travessia do rio Paiva, uma importante barreira morfológica entre as margens do Douro e o vale de Arouca.

Por Joseolgon

Contudo, durante estes quatro anos de existência, em que os Passadiços do Paiva já acolheram mais de meio milhão de visitantes, nem tudo foi um paraíso. O inferno dos incêndios também atingiu a beleza deste santuário natural em diversas ocasiões. Em setembro de 2015, pouco depois da abertura, um incêndio florestal afetou cerca de 600 metros de passadiço, o que levou ao encerramento provisório do mesmo. Em pleno agosto de 2016, um incêndio de grandes proporções destruiu uma dimensão considerável do território florestal de Arouca.

De forma a preservar a natureza envolvente e a biodiversidade local, o acesso passou a ser pago e limitado a 2000 visitantes diários. Se comprar na plataforma online, o preço do bilhete é de 2 euros e, se adquirir presencialmente no dia da visita, irá pagar 4 euros. As crianças até aos 10 anos não pagam.

É também aqui que nascerá a maior ponte pedonal suspensa do mundo. A chamada “516 Arouca” deverá estar concluída até ao final de 2019, mas quem passar pelos Passadiços do Paiva por estes dias poderá já assistir ao trabalho dos técnicos presos por arneses. A ponte suspensa terá 516 metros de extensão – daí o nome – e 175 metros de altura.

Casas rurais em Arouca

Publique um comentário

* Estão marcados os campos obrigatórios.