Piódão

Piódão. Por Tatiana Popova

Já aqui vos demos a conhecer seis Aldeias Histórias de Portugal. Faltam outras seis que perfazem o tour pelas 12 localidades pitorescas das beiras portuguesas. A sua origem remonta a tempos anteriores ao nascimento de Portugal como país. E por terem atravessado épocas, séculos, civilizações, encerram em si história, muita história.

Os castelos estão lá em todas elas. Protegeram-nas em tempos idos e agora são atrações turísticas que nos levam a outros tempos. Faça mais uma viagem connosco por estas terras singulares. A informação que se segue é das Aldeias Históricas de Portugal.

Linhares da Beira

Linhares da Beira

Por Aldeias Históricas de Portugal

Vila fundada nos tempos medievais, a estrutura de Linhares da Beira conjuga um típico povoamento desta época, com desenvolvimentos significativos depois no período quinhentista. Foi por esta altura que a vila terá atingido uma configuração próxima da atual.

O seu castelo está implantado num cabeço rochoso a cerca de 820 m de altitude e domina o Vale do Mondego, com a povoação a estender-se pela encosta. Nesta vila, a ordenação circunda vários largos, que se definiram em torno de igrejas. Observe ainda as casas tradicionais disseminadas por toda a vila, mas também algumas casas nobres dos séculos XVIII-XIX, destacando-se as suas janelas e portas decoradas ao gosto Manuelino.

Marialva

Marialva

Por Aldeias Históricas de Portugal

Esta aldeia transporta o visitante às raízes mais profundas da história do país. As ruas são ladeadas por edifícios resistentes ao tempo. Localizada na margem esquerda da ribeira de Marialva, é constituída por três núcleos distintos: a Cidadela ou Vila no interior do Castelo, agora despovoada; o Arrabalde que prolonga a Vila para além da zona amuralhada; e a Devesa, situada a sul da cidadela, que se estende pela planície até à ribeira de Marialva.

De facto, as origens longínquas desta aldeia parecem remontar ao séc. VI a.C. E por aqui passaram inúmeros povos: godos, romanos, árabes. Despovoada pelas lutas da Reconquista, D. Afonso Henriques mandou-a repovoar e concedeu-lhe o primeiro foral (1179). D. Sancho I reconquistou-a em 1200, altura em que o povoado extravasou a cerca amuralhada, formando-se assim uma malha urbana de traçado predominantemente medieval, onde proliferam igrejas, capelas, casas quinhentistas e senhoriais, a par de um conjunto de habitações rurais com características típicas da casa beirã.

Monsanto (vila)

Monsanto

Por Aldeias Históricas de Portugal

Esta aldeia, agora vila, detém um encanto singular, pelo que não é de estranhar os dois títulos que lhe foram atribuídos: Aldeia Mais Portuguesa de Portugal, em 1938, e Aldeia Histórica, em 1995. Ícone turístico da região, a sua parte mais antiga está no ponto mais alto da vila, onde os Templários construíram uma cerca com uma torre de menagem. Vários lugarejos dispersos pontuam a encosta e o sopé do monte, atestando a deslocação populacional em direção à planície. Trata-se de um local muito antigo, onde se regista a presença humana desde o paleolítico.

No século XIX, o imponente castelo medieval de Monsanto foi parcialmente destruído pela explosão acidental de um paiol de munições. Visite o que resta do poderoso castelo de onde se pode observar a alcáçova, bem como as ruínas da Capela de S. Miguel e a Capela de Santa Maria do Castelo. Visite também a Capela de S. Pedro de Vir-à-Corça, um templo românico construído em granito. Passe ainda pela estação arqueológica romana de São Lourenço, que corresponde presumivelmente a uma vila romana.

Piódão

Piódão

Por alexilena

Esta é uma das mais pitorescas e reconhecidas aldeias típicas de Portugal. Como se de um presépio se tratasse, as casas distribuem-se em redor dos socalcos, nas quais pontuam o azul e o xisto, por entre sinuosas e estreitas ruelas.

A aldeia localiza-se na Serra do Açôr, com vestígios que fazem remontar o lugar ao séc. XIII. A Igreja Matriz tem uma curiosa fachada pautada por finas torres cilíndricas rematadas por cones. No interior, uma imagem da Senhora da Conceição do séc. XV, atual invocação da igreja, altares de talha e azulejaria artesanal. De referir também a Capela de S. Pedro com a sua imagem do séc. XVI.

A aldeia do Piódão é característica pela sua disposição em anfiteatro. O casario é feito de xisto. As janelas e as portas têm cor nos aros. As ruelas são íngremes e estreitas e formam recantos numa estrutura de malha cerrada e em grande parte preservada. Altamente fotografável.

Sortelha

Sortelha

Por Aldeias Históricas de Portugal

Sortelha é uma das mais belas, antigas e bem conservadas vilas portuguesas, tendo mantido a sua disposição urbana e arquitetónica inalterada até hoje. Possui um castelo do séc. XIII, que nos possibilita recuar aos séculos passados, por entre as sepulturas medievais que se situam junto ao pelourinho manuelino ou defronte da igreja renascentista.

É uma vila fronteiriça de fundação medieval (séc. XIII-XIV), com matriz nas necessidades defensivas da zona. Para além do castelo e da muralha, dentro da qual se estabeleceu a população, destaque ainda para as portas que ligam ao exterior: Este – Porta da Vila, Oeste – Porta Nova, e Noroeste – Porta Falsa, tendo ainda uma saída de recurso junto ao Castelo.

Em termos de habitação, domina a casa de dois pisos, construída com materiais da região, com uma loja no piso térreo e a habitação no piso superior.

Trancoso

Trancoso

Por Aldeias Históricas de Portugal

Terra de lutas e batalhas marcantes para a formação do reino, Trancoso tem uma cintura de muralhas que ainda rodeia a antiga vila medieval, bem como um vasto património arquitetónico civil e religioso. Localizado no topo de um planalto, de onde se avista um vasto território entre a serra da Estrela e o vale do Douro, Trancoso desenvolveu-se em torno do seu castelo, fundado nos séculos VIII-IX.

Ao longo de toda a Idade Média, foi um lugar estratégico-militar extremamente importante, instalado numa região de fronteira instável, onde ocorreram vários conflitos e batalhas, primeiro entre cristãos e muçulmanos e, mais tarde, entre Portugal e os reinos vizinhos. Para além da sua importância militar, foi também um importante centro mercantil, do qual ainda hoje resta a afamada Feira de S. Bartolomeu.

Casas em Portugal

Publique um comentário

* Estão marcados os campos obrigatórios.