Quando uma jovem alemã de 24 anos a estudar em Coimbra tropeçou em Cerdeira em 1988 enquanto caminhava por ali com amigos, a aldeia encontrava-se completamente abandonada. Kerstin Thomas, na altura estudante de artes, procurava um local para instalar o seu atelier e foi amor à primeira vista.

Que melhor viagem do que aquela que nos faz viajar no espaço e no tempo? Visitar as aldeias que serpenteiam a Serra do Açor vai abrir um portal para o Portugal de antigamente. Aqui vai descobrir um casario em pedra que mostra os costumes de outrora, tradições que se se perpetuam e saberes característicos das gentes desta terra.