Tapada Grande

Mina de São Domingos, Mértola: Praia Fluvial da Tapada Grande. Por Sandro G.

Não é só no mar que se vai a banhos em Portugal. As inúmeras praias fluviais que se podem encontrar um pouco por todo o país engradecem a oferta de praias portuguesas, e até têm muitas mais valias. Estão normalmente rodeadas de natureza, o que as torna muito tranquilas. São também o espaço ideal para dar as primeiras braçadas e para encontros de famílias. De seguida, damos-lhe a conhecer algumas destas praias, de norte a sul do país.

1. Alcoutim, Algarve: Praia Fluvial do Pego do Fundo

Pego Fundo

Pego Fundo. Por Sandro G.

No final do Alentejo profundo e início do Algarve serrano, encontra-se uma praia de águas tranquilas que convida ao descanso absoluto. A praia está situada na ribeira de Cadavais, muito próxima da foz do rio Guadiana e está equipada com várias infraestruturas e serviços.

Para além do apoio de praia, com bar, sanitários, duches, parqueamento automóvel e acessos adaptados para pessoas com mobilidade reduzida, a praia dispõe de um parque de merendas, com cobertura e mesas de madeira, um parque geriátrico, campo de voleibol e uma área para atividades lúdicas e desportivas. A água que abastece a praia é proveniente da albufeira de Alcoutim, sendo renovada diariamente e atingindo, durante a época estival, temperaturas na ordem dos 28 º C.

2. Carvoeiro, Santarém: Praia Fluvial do Carvoeiro

Considerada uma das mais belas praias fluviais portuguesas e galardoada com bandeira azul por onze anos, a Praia Fluvial do Carvoeiro situa-se na freguesia do Carvoeiro, concelho de Mação e distrito de Santarém.

Durante a época balnear, pode contar com a vigilância dos nadadores salvadores. Tem também um grande estacionamento, não muito longe da praia; um bar com esplanada com vista sobre a praia; uma zona de refeições, com mesas e churrasqueiras; duas piscinas –uma para os adultos e outra para as crianças; e está equipada com infraestruturas que permitem a mobilidade a pessoas com deficiências motoras.

3. Fronteira, Portalegre: Praia Fluvial de Fronteira

Praia Fluvial de Fronteira

Por Praias Fluviais de Portugal - YouTube

Localizada a norte da Vila de Fronteira, sobre a Ribeira Grande, esta praia é um dos locais mais visitados da região. Para além dos refrescantes banhos no tórrido Alentejo, pode ainda fazer várias atividades ligadas à natureza: canoagem, escalada, natação e rappel. Pode ainda experimentar um dos vários passeios pedestres, com diversos trilhos, divididos por níveis de dificuldade. Depois, claro está, saber ainda melhor um banho na praia.

4. Góis, Coimbra: Praia Fluvial da Peneda

A conhecida ‘praia da ilha’ no rio Ceira está localizada entre a Serra do Açor e a Serra da Lousã. Situada em plena Vila de Góis, esta praia possui um açude e uma grande zona verde de relva com muitos amieiros que se refletem na água cristalina do rio.

Considerada a praia mais antiga do Concelho de Góis, é servida por uma esplanada do bar da praia, onde pode fazer refeições, tomar uma bebida e abrigar-se do sol nas horas mais quentes do dia.

Para além de ir a banhos, aqui também pode alugar uma canoa e explorar o rio e a natureza das margens. A Praia Fluvial da Peneda cumpre os requisitos exigidos para pessoas com mobilidade reduzida, tendo sido, em 2015, galardoada com Bandeira Azul e medalha de ouro.

5. Leiria: Lagoa da Ervedeira

Lagoa da Ervedeira

Por Visit Leiria

Localizada na freguesia de Coimbrão, está é a única praia do distrito de Leiria com 700 metros de extensão. É uma lagoa de água doce, rodeada de pinheiros bravos e mansos, eucaliptos, rosmaninho e alecrim. Numa das zonas existe um bar. Tem também parque de merendas e parque infantil.

É um local acessível e pacífico, onde pode disfrutar de várias atividades. É acessível pela Estrada Atlântica e pela sua ciclovia, que, numa extensão de 80 km, liga todo o litoral –desde a Nazaré até à Figueira da Foz, atravessando seis concelhos.

6. Mina de São Domingos, Mértola: Praia Fluvial da Tapada Grande

Esta praia é o refúgio para quem precisa de se refrescar ou de descontrair no Alentejo profundo. Com bandeira azul, uma extensa língua de água e uma esplanada fresca, é muito procurada na época balnear.

Inicialmente construída para fornecer água para o processamento de minerais de baixo teor pela via húmida, durante o século XIX, esta grande albufeira de água assume hoje funções recreativas. E a sua oferta é alargada, o que a torna num espaço multifacetado que agrada à maioria das pessoas.

Numa das margens foi adicionada areia, para criar uma linha de praia que serve miúdos e graúdos, pelas águas calmas e quentes que oferece. O bar com um grande telheiro em madeira oferece sombra e bebidas frescas, bem como refeições ligeiras e petiscos com vista para as águas calmas e a vegetação circundante. Uma referência de qualidade são as bandeiras que exibe na praia, sendo galardoada com a Bandeira Azul desde 2012. Esta é ainda vigiada por um nadador salvador.

7. Sabrosa, Braga: Poço Azul

Poço azul, Sabrosa, Braga

Por Enfersantos / Wikimedia

Este é dos cenários fluviais mais belos onde pode mergulhar em Portugal. Localizado na Serra do Geres, o Poço Azul é alimentado pela ribeira da Landeira. Ainda que a água seja fria, parece impossível não dar um mergulho nesta água de transparência azulada rodeada pela paisagem bruta envolvente. É na queda de água o local ideal para se deixar envolver pela natureza.

Apesar de ser bastante procurado, o Poço Azul é ainda uma das pérolas do Geres devido à dificuldade do seu acesso. Só lá se chega depois de atravessar de trilhos de aproximadamente 8 quilómetros. É certo que é difícil lá chegar, mas o silêncio e a harmonia com a natureza transmitem uma paz que, se for um dos sortudos a encontrar este local perdido algures na serra, não vai querer sair de lá.

8. Sertã, Castelo Branco: Praia Fluvial da Ribeira Grande

Nesta praia, é possível usufruir de todas as ofertas urbanas da região, ao mesmo tempo que se ouvem as aves, as árvores e a água a cair no açude. Possui uma ponte a atravessar a ribeira, que une a parte antiga da vila à parte nova.

Na margem da ribeira encontrará chapéus de sol, cadeiras e as sombras das árvores de grande porte para que se possa disfrutar do dia e usufruir do fresco das sombras. Com um parque de merendas e grelhadores, esta praia pode ser também um sítio no qual pode realizar piqueniques e reuniões ao ar livre. Considerada uma Praia acessível, permite às pessoas com mobilidade reduzida a fácil acessibilidade à praia, através de rampas, tendo ainda cadeiras anfíbias para que pessoas com deficiências motoras possam refrescar-se na água do rio.

Publique um comentário

* Estão marcados os campos obrigatórios.