Por que é que se vai apaixonar por Aveiro

escapadaruralpt
Aveiro

Por Paulo Resende

As alcunhas parecem dizer muito dos lugares, mas, na realidade, dizem pouco. É o que acontece com a cidade de Aveiro, conhecida como uma das “Venezas da Europa” quando é muito mais. O suficiente para ser um dos destinos turísticos imprescindíveis de Portugal.

Ali fica o bairro da Beira-Mar, que concentra a essência da cidade entre as suas ruelas, velhas casas e o odor a sal que chega da costa, a universidade, que lhe dá vida e animação cultural. E também as praias da Costa Nova e da Barra, com uma beleza atlântica que atrai tantos visitantes, e os moliceiros, para cima e para baixo pela ria dando-lhe cor.

Continuar a ler …

Vindimas: as adegas estão de portas abertas em Setúbal

escapadaruralpt
Pisa das uvas

Por SandroG

Sabia que Portugal é único no mundo ao ter mais de 200 castas autóctones? E que há zonas no país onde as vindimas se fazem até novembro? E que os vinhos brancos podem ser produzidos tanto com uvas brancas como com uvas tinta?

Se os vinhos são uma paixão sua, nada melhor do que arregaçar mangas (e calças) e fazer-se à vindima e à pisa em setembro, o mês das vindimas. Seja a colher uva moscatel, syrah, touriga nacional, trincadeira… as opções quase não acabam, ou não tivesse Portugal mais de 250 tipos de uvas nacionais.

É, portanto, por esta altura que se colhem as uvas para fazer o vinho. Sendo uma das principais atividades da Península de Setúbal, são várias as adegas que abrem as suas portas para proporcionarem aos visitantes a experiência das vindimas.

Continuar a ler …

Monsaraz, a povoação mais bela do Alentejo

escapadaruralpt
Monsaraz

Por inacio pires

Começaremos pelo fim e diremos que Monsaraz é daqueles lugares onde não sabemos como vamos desfrutar mais, se ao observá-los ou observando desde eles. Seja por que ângulo for que o observe, há beleza. Daí que poucos hesitam em qualificá-la como a povoação mais bela do Alentejo.

Continuar a ler …

A Rota dos Templários de Portugal

escapadaruralpt
Castelo do Almourol

Castelo do Almourol. Por Freesurf

As aventuras dos cavaleiros Templários e os seus segredos inspiraram uma grande quantidade de filmes e romances. E, por que não, também muitas viagens. Como esta, que lhes segue as pegadas por Portugal. Castelos, fortalezas, tesouros e símbolos templários espalham-se ao longo do território. Deixamo-nos guiar por eles atrás de um imaginário Santo Graal?

Continuar a ler …

Um mergulho doce pelas praias fluviais de Portugal

escapadaruralpt
Tapada Grande

Mina de São Domingos, Mértola: Praia Fluvial da Tapada Grande. Por Sandro G.

Não é só no mar que se vai a banhos em Portugal. As inúmeras praias fluviais que se podem encontrar um pouco por todo o país engradecem a oferta de praias portuguesas, e até têm muitas mais valias. Estão normalmente rodeadas de natureza, o que as torna muito tranquilas. São também o espaço ideal para dar as primeiras braçadas e para encontros de famílias. De seguida, damos-lhe a conhecer algumas destas praias, de norte a sul do país.

Continuar a ler …

5 praias para surfar em Portugal

escapadaruralpt
Surfing

Por EpicStockMedia

As imagens tornaram Nazaré famosa. Não é para menos: ondas espetaculares de mais de 30 metros de altura rompendo em frente ao farol da Praia do Norte. A razão deste fenómeno é um canhão marinho subaquático que transforma as ondas do Atlântico em verdadeiras montanhas de água que atraem diariamente os mais aficionados do surf extremo como Hugo Vau.

Continuar a ler …

Mina de S. Domingos: à descoberta de uma mina perdida a céu aberto

escapadaruralpt
Mina de S. Domingos

Mina de S. Domingos. Por MiguelG

Em pleno coração do Baixo Alentejo, entre montes e vales a perder de vista, uma mina abandonada faz-nos fazer uma viagem no tempo e recuar mais de 50 anos. É a Mina de S. Domingos, localizada no concelho de Mértola.

Terminou a sua laboração em 1966, mas após a venda da maquinaria e de tudo o que foi possível desmantelar na altura manteve tudo o resto a céu aberto: edifícios agora em ruínas, restos de linha férrea, montes de terra negra, estruturas enferrujadas, escavações abandonadas e um lago de águas negras ácidas, onde não vive um peixe.

Continuar a ler …

O Algarve rural por descobrir: a Serra e o Barrocal

Sofia Fonseca
Silves, Portugal

Silves, Portugal. Por Pawel Kazmierczak

O Algarve, Al-Garbh ou ocidente em árabe, é, sem dúvida, um dos pontos turísticos mais conhecidos de todo o Portugal. O seu clima, as praias, os campos de golfe, a gastronomia e a beleza natural fizeram do Algarve um dos principais destinos europeus por excelência, com mais de 19 milhões de pernoitas em 2017.

O que não se conhece tanto é o denominado Algarve interior. A região, que tem uma individualidade indiscutível dentro do território português, é composta tradicionalmente por 3 faixas naturais: o Litoral, o Barrocal e a Serra.

Continuar a ler …

Bragança, tradição e natureza nas fronteiras de Portugal

Sofia
Palace Duques de Bragança

Palace Duques de Bragança. Por ©cristovao31

A cidade de Bragança é a capital da região de Trás-os-Montes, região fronteiriça com a Espanha no norte de Portugal, possui uma paisagem repleta de campos verdejantes, montanhas e rica gastronomia. A região é pouco explorada pelo turismo, por esse motivo é uma ótima opção para uma estadia tranquila e de descanso. Foram os celtas que batizaram a cidade, fundada no século II a.C, sob o nome de Brigantia.

Com uma grande variedade de fauna e flora, Bragança está situada no extremo do Parque Natural de Montesinho, conhecida por ser uma das zonas mais selvagens do território europeu. A vila histórica de vida pacata e tradicional revela um cenário inigualável principalmente na primavera devido a sua natureza abundante. O parque natural de Montesinho é uma área de preservação natural e é de visita indispensável na região.

Continuar a ler …

Vila Nova de Foz Côa uma riqueza arqueológica portuguesa.

Sofia
Vila Nova de Foz Côa

Vila Nova de Foz Côa. Por Tobias Weber

Vila Nova de Foz Côa está situada na região do Alto Douro. A região é maioritariamente agrícola devido a um especial microclima mediterrânico proporcionado pela grande quantidade de árvores e é reconhecida como sendo a “Capital da amendoeira”. As amendoeiras na primavera proporcionam um cenário de rara beleza, deixando a paisagem cobertas por flores brancas e rosadas. As vinhas e olivais completam a paisagem da região.

A cidade ficou reconhecida mundialmente após a descoberta de artefactos arqueológicos e gravuras rupestres paleolíticas, e foi classificação como Património Mundial da Humanidade pela Unesco ao ar livre no vale do Rio Côa. Hoje a cidade é um dos maiores centros arqueológicos de arte rupestre da Europa.

Continuar a ler …