Desde 2002 que a sexta-feira 13 significa festa em Montalegre. Neste município do distrito de Vila Real não há azar. Aqui a população convive em perfeita harmonia com bruxarias, poções mágicas, mezinhas e curas. Este ano o dia 13 coincidiu a uma sexta-feira no mês de setembro e vai voltar a acontecer em dezembro, mas esta tradição já se alargou ao dia das bruxas por excelência. Por isso, no dia 31 de outubro as bruxas vão andar à solta desta vez na aldeia de Vilar de Perdizes, que pertence ao concelho de Montalegre.

É um vinho único no Mundo e o que o distingue é o facto de ser produzido numa região demarcada que inclui o território do noroeste de Portugal. O vinho verde faz parte da mesa de qualquer casa tipicamente portuguesa, embora seja mais comum no norte do país. Naturalmente leve e fresco, este vinho português é o segundo mais exportado, depois do vinho do Porto, de acordo com a Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes.

Escondidas no interior da região Centro de Portugal, 12 Aldeias fazem as delícias dos mais curiosos e aventureiros. Rodeadas por caminhos de encantar e trilhos por explorar, as Aldeias Históricas de Portugal são o destino ideal para viajar, de bicicleta ou a caminhar, pelas marcas da ancestralidade ibérica, que o tempo não conseguiu apagar.

Partindo de uma lenda milenar e mantendo uma tradição antiga, o magusto é uma festa popular muito celebrada em Portugal. Há rituais específicos de cada região, mas o essencial que não pode faltar são as castanhas, o vinho e muita música.

Por entre as frondosas folhagens da serra de Sintra, descobre-se uma edificação criada pela mão do homem, mas em perfeita harmonia com a natureza. É o Convento dos Capuchos, ou Convento de Santa Cruz da Serra de Sintra, mandado erigir por D. Álvaro de Castro, conselheiro de Estado do rei D. Sebastião, em 1560.

É terra de queijo, de tortas e de vinhos. Todos eles deliciosos, conhecidos, reputados e premiados. Mas foi a azeitona que lhe deu o nome, quando há muitos, muitos anos eram os extensos olivais que cobriam os terrenos que circundam esta localidade. Consta que foram os Árabes, com a sua passagem pelo território no século VIII, que deram precisamente o nome de Azzeittum à região, em alusão ao valioso fruto da oliveira.

A pouco mais de duas horas do Porto e de Lisboa, há lugares especiais onde a pressa de viver e partilhar ainda não chegou: aldeias medievais, conservadas no tempo, que logo à chegada nos devolvem a paz e tranquilidade. São as Aldeias Históricas de Portugal, um destino que são 12. São uma sugestão perfeita para uma escapadinha de fim-de-semana ou miniférias, de onde regressará de coração cheio de estórias para contar, e uma vontade irresistível de voltar.

Deve o seu nome a um pequeno pássaro, a avicella, nome latino que significa pequena ave e que abundava por altura dos romanos nestas terras do agora Norte de Portugal. Localizada a 50 Km do Porto, 33 km de Braga e a apenas 10 km de Guimarães, chegamos lá depois de algumas curvas e contracurvas que desembocam por fim num acolhedor vale, o Vale de Vizela.

Conheça algumas quintas onde pode participar da apanha e pisa a pé das uvas que depois se transformarão num dos deliciosos vinhos produzidos em Portugal. Faça uma viagem no tempo e embarque nesta aventura.

Portugal tem uma costa magnífica e recheada de paisagens maravilhosas, mas as praias da costa alentejana são inigualáveis no que diz respeito à beleza e natureza envolvente. O que lhe propomos é que saia de Lisboa de carro e percorra o que de melhor a Costa Vicentina tem para lhe oferecer.