Pelos bairros históricos de Lisboa, como a Mouraria, Alfama e Bairro Alto, ainda encontramos edifícios que sobreviveram ao terramoto de 1755. Selecionamos sete edifícios que se mantiveram de pé e têm gravados nas suas paredes ecos do passado e histórias para contar.

A tinta estalada, os tetos caídos, os vidros partidos, os cadeados enferrujados são tudo sinais do abandono a que foram votados alguns dos sanatórios do Caramulo. Já pouco ou nada resta da glória que se viveu naquela que foi a única vila portuguesa planeada de raiz.

Parte do distrito de Aveiro, Ílhavo não se deixa intimidar pela “Veneza portuguesa” e é uma cidade que merece destaque e uma visita por si só por todas as maravilhas que alberga.

Há quem lhe chame península encantada ou terra mítica dos Templários, mas é preciso muito mais do que estas intrigantes expressões para caracterizar Dornes. Situada no concelho de Ferreira do Zêzere, no distrito de Santarém, esta pequena povoação fica no topo de uma península contornada pela albufeira de Castelo de Bode. Dornes é também conhecida pela torre Templária, uma torre defensiva pentagonal única em Portugal.

Há muito para ver e explorar nesta vila carregada de História. Parte do distrito de Viana do Castelo, às portas do Parque Nacional da Peneda-Gerês, Arcos de Valdevez é uma vila cheia de encantos característicos do Alto Minho: paisagem verde, rico património arquitetónico e pitorescas aldeias comunitárias. São muitos os locais de interesse e os pontos turísticos de Arcos de Valdevez, deixamos-lhe 10 razões para visitar esta vila minhota.

De acordo com a célebre canção de Rui Veloso, “havia um pessegueiro na ilha”. Mas quem for visitar a ilha do Pessegueiro à procura da famosa árvore de fruto vai ficar desiludido, porque na realidade esta pequena ilha ao largo da freguesia de Porto Covo, na costa alentejana, guarda apenas vestígios de uma velha muralha e de um porto romano.

Fundada em 1125 pela Condessa D. Teresa de Leão, mãe do primeiro rei de Portugal, Ponte de Lima é umas das vilas mais antigas e mais pitorescas do país. Parte do distrito de Viana do Castelo, esta vila é fortemente marcada pela sua arquitetura medieval e pela área envolvente, banhada pelo rio Lima.

Podia ser uma qualquer aldeia típica transmontana, mas a particularidade de se encontrar sobre uma estreita península faz de Vilarinho de Negrões uma das aldeias mais pitorescas de Portugal.

Rio de Onor tem uma particularidade muito especial: é atravessada a meio pela fronteira entre Portugal e Espanha. Mas, para os habitantes desta aldeia raiana do concelho de Bragança, a fronteira pouco importa, é apenas uma formalidade administrativa.

Está muito enganado se pensa que os baloiços são coisas de crianças. Há uma nova moda em Portugal que leva os apaixonados pela fotografia perfeita a percorrem quilómetros para terem as melhores vistas do país enquanto balançam ao som da natureza. Há cada vez mais baloiços de madeira panorâmicos espalhados por Portugal que tornam qualquer fotografia partilhada nos redes sociais num autêntico sucesso, sem sequer precisar de filtros.