Lousã: um refúgio no meio da natureza

Sofia

Fonte: Rui Silva

A Serra da Lousã é um dos recantos mais especiais de Portugal. Se quiser passar uns dias de descanso rodeado de verde e a ouvir apenas o barulho dos animais, não pense duas vezes e renda-se aos encantos escondidos deste pequeno paraíso perto de Coimbra.

As piscinas naturais, que ficam a cerca de três quilómetros da vila da Lousã, são um dos locais obrigatórios. As águas são gélidas poderão ser um entrave, mas se a temperatura ajudar, não se irá arrepender de mergulhar. Continuar a ler …

Lagos longe da confusão de Agosto

Sofia

Agora que a confusão de Agosto é já uma miragem e o calor ainda se mantém, fazer uma visita ao Algarve pode ser uma óptima forma de passar um fim-de-semana. Sugerimos-lhe Lagos,  uma das cidades mais pitorescas da região e que maior oferta tem para o turismo devido à grande quantidade de praias, bares, hotéis e restaurantes.

Odiáxere – a vila pitoresca que possui uma das mais bonitas vistas sobre a baía de Lagos, a Barragem da Bravura – onde poderá desfrutar de uma tranquilidade rara e apreciar a vista do miradouro e a Ponta da Piedade – uma formação rochosa de grandes dimensões escavada pelo mar, são alguns dos pontos obrigatórios. Continuar a ler …

Visite a cidade dos ovos moles

Sofia

Não será por acaso que Aveiro é conhecida como a Veneza de Portugal. Situada na região do Baixo Vouga, a ria de Aveiro irrompe pela cidade numa extensão de quase 25 km. Graças aos coloridos moliceiros (os barcos que se deslocam na ria e nos quais poderá dar um passeio) e aos edifícios cor pastel em estilo Arte Nova, Aveiro reúne preferências quando o objectivo é passar férias ou um fim-de-semana prolongado.

O Mercado do Peixe – que abriga alguns dos melhores restaurantes de marisco de Aveiro – , a Igreja da Misericórdia, o Convento de Jesus e o Museu da Vista Alegre são alguns dos pontos que não pode deixar de visitar. Continuar a ler …

A Zambujeira pode ser ainda melhor sem o Sudoeste

Sofia

A Zambujeira do Mar é conhecida por receber o Festival do Sudoeste no início do mês de Agosto. Nesta altura, jovens de todo o país reúnem-se na vila piscatória alentejana não só para ouvir música, mas também para irem à praia, comerem bem  e passarem uns dias de total descontracção.

Perdeu este evento? Então, temos uma boa notícia para si: A melhor altura para visitar a Zambujeira  e conhecer a vila é mesmo quando este tem menos gente. Os preços dos restaurantes – que se confundem facilmente com paraísos gastronómicos –  baixam para metade e a menor afluência à praia faz com que possa apreciar mais tranquilamente a belíssima paisagem da região.

Continuar a ler …

Ribeira da Seda: troque o sofá pela adrenalina

Sofia

Fonte:Azenhas da Seda

É verdade que sair do sofá para se dedicar a fazer um desporto ao ar livre nem sempre é fácil. Mas também é ponto assente que o que custa é o primeiro passo e depois a actividade física e a proximidade com a natureza sabem sempre bem. Em Mora, no Alentejo, a empresa Azenhas da Seda oferece uma série de alternativas à televisão e ao computador.

Canoagem, percursos aquapestres e hidrospeed (descida do rio numa prancha flutuante que o nadador deve controlar as pernas) são algumas das actividades nas quais se poderá aventurar. Existem percursos diurnos e nocturnos e, no final, pode mesmo ficar a acampar no meio da natureza ou jantar ao ar livre numa das praias fluviais da ribeira.

A Ribeira da Seda nasce na Serra de São Mamede, em Portalegre, e as suas águas serpenteiam vales e rochas permitindo que ao longo do leito se encontrem verdadeiras paisagens paradísiacas com lagos e quedas de água.

Se no final das actividades ainda se sentir com energia, poderá visitar o Fluviário de Mora onde encontrará uma grande diversidade de espécies animais e vegetais que vivem em rios.

Perto de Mora poderá visitar:

  • Montargil
  • Portalegre
  • Ponte de Sôr

Aconselhamos-lhe alguns alojamentos no distrito de Portalegre:

Conheça a cidade onde nasceu Portugal

Sofia

Fonte: am

A cidade de Guimarães, também conhecida como o “Berço da Nação Portuguesa”, tem muitas histórias para contar sobre as origens de Portugal. Foi aqui que, em 1128, D. Afonso Henriques defrontou as tropas da sua mãe D. Teresa, que, derrotada, abandonou o Condado Portucalense.

No centro histórico da cidade, é quase heresia não visitar o Castelo de Guimarães, a Igreja de São Francisco, o Convento de Santo António dos Capuchos e o Palácio dos Duques de Bragança, ou passar pela Praça de Santiago e pelo antigo Paços do Concelho. O resto, é perder-se pelas ruas, apreciar os azulejos das fachadas e degustar a deliciosa gastronomia do Norte de Portugal. Continuar a ler …

A aldeia “presépio” que parece saída de um conto de fadas

Sofia

Piódão podia ser uma aldeia de bonecas. Em plena Serra do Açor, as suas casas feitas de pedra descem de socalco em socalco ao sabor da geografia do monte. É uma das doze Aldeias Históricas de Portugal que sobreviveu à erosão dos Invernos rigorosos e ao desgaste do tempo.

As casas dos aldeões ocupam as ruelas estreitas – todas feitas em xisto – e a sua disposição irregular recorda uma típica povoação medieval. As construções são tão parecidas que parecem ter sido erguidas ao mesmo tempo. A maioria das casas guarda a estrutura de antigamente: Dois pisos, sendo o térreo destinado à arrecadação das alfaias agrícolas, arcas de cereais e salgadeiras – onde se guardava a carne de porco – e o primeiro andar, a habitação das famílias. Continuar a ler …

Conheça um dos monumentos mais enigmáticos de Portugal

Sofia

O Castelo de Almourol é um dos nossos monumentos mais emblemáticos e as suas origens estão, ao mesmo tempo, envoltas num grande mistério. Pensa-se que antes da sua conquista pelas tropas portuguesas, em 1229, Almorolan (como se chamava na altura) já tinha sido ocupado por romanos. Foi reconstruído pela Ordem dos Templários em 1171 e é hoje um dos exemplares mais representativos da arquitectura militar da época, símbolo dos primórdios do reino de Portugal.

Cercado pelas águas do rio Tejo, o Castelo de Almourol é um dos mais bonitos monumentos do país, devido à sua singular localização: Numa ilha no meio do rio. Continuar a ler …

Descanse nas margens da Barragem do Alqueva

Sofia

A Barragem do Alqueva não é só a maior barragem de Portugal e o maior lago natural da Europa, mas também um local ideal para relaxar ou praticar desporto. Deitar-se na margem da barragem ou fazer pesca, canoagem, caça, passeios pedestres e BTT são algumas da opções disponíveis.

Com uma extensão de 250 km2, a Barragem do Alqueva abrange três concelhos alentejanos (Monsaraz, Mourão e Alandroal),  onde poderá passar dias tranquilos ou repletos de atividade  entre família e amigos. Continuar a ler …

Músicas do mundo em Barcelos

Sofia

Se é apaixonado por música e ainda não tem planos para o próximo fim-de-semana, a V edição do Festival Milhões de Festa promete virar Barcelos do avesso já a partir de sexta-feira (entre 20 a 22 de Julho). Em palco estarão algumas das bandas mais arrojadas dos quatro cantos do planeta.

“Um caldeirão de estilos e ideias, resultando num conceito de festival inovador e adequado ao espírito independente e alternativo já conhecido das edições anteriores. A música é a força motriz do festival, mas há algo que acontece em cada Milhões de Festa que é inexplicável, que apenas pode ser sentido”, descreve o site do evento. Continuar a ler …